fbpx
A Amazônia está queimando. Todo mundo está chorando. Ai, ai, que dor… Ai, ai, que horror..

LAMENTO DA RAÇA

O índio chorou, o branco chorou
Todo mundo está chorando
A Amazônia está queimando
Ai, ai, que dor
Ai, ai, que horror

O meu pé de sapopema
Minha infância virou lenha
Ai, ai, que dor
Ai, ai, que horror


Lá se vai a saracura correndo dessa quentura
E não vai mais voltar
Lá se vai onça pintada fugindo dessa queimada
E não vai mais voltar
Lá se vai a macacada junto com a passarada
Para nunca mais, voltar
Para nunca mais, nunca mais voltar


Virou deserto o meu torrão
Meu rio secou, pra onde vou?
Eu vou convidar a minha tribo
Pra brincar no Garantido


Para o mundo declarar
Nada de queimada ou derrubada
A vida agora é respeitada todo mundo vai cantar
Vamos brincar de boi, tá Garantido
Matar a mata, não é permitido

O poema Lamento da Raça é de Emerson Maia. A interpretação é de Davi Assayag.


Block

Assine a revista Xapuri Socioambiental e contribua para nosso projeto de resistência e solidariedade

 

Anúncios

Uma Resposta

  1. Lenilda Maia

    Estou revoltada com esse crime ambiental, o fogo matando os animais inocentes, isso é inadmissível, alguém tem que parar esse crime, socorram a Amazônia