Cop 26: Txai Suruí fala aos povos do mundo

Representando o Povo Paiter Suruí e os Povos Indígenas do Brasil, Txai Suruí fala aos líderes mundiais

Do Brasil para a COP26, Walelasoetxaige fala da importância e urgência das ações climáticas agora e não em 2030 nem 2050.

A ativista indígena brasileira disse que os líderes globais “fecharam os olhos” para a mudança climática como uma das primeiras pessoas a discursar nesta segunda-feira, na cúpula que acontece em Glasgow, na Escócia. 
Ela falou antes mesmo do secretário-geral das Nações Unidos, António Guterres.

 
 
Walelasoetxeige Paiter Bandeira Suruí – Foto: Oli Scarff / AFP
 
 
“Tenho 24 anos, mas meu povo vive no Amazonas há 6.000 anos”, começou lendo Walelasoetxeige Paiter Bandeira Suruí, da etnia Paiter Suruí, em inglês, diante de uma audiência de mais de 120 líderes do planeta.
 
Com um traje tradicional e o rosto pintado, Paiter Bandeira Suruí reivindicou a herança de seus antepassados, a riqueza ecológica da Amazônia e exigiu a proteção para os líderes indígenas que são assassinados em defesa de suas comunidades.
 
“Hoje, o clima está esquentando, os animais estão desaparecendo, os rios estão morrendo e nossas plantas não florescem como antes”, explicou a jovem, estudante de direito.
 
“A Terra está falando conosco e está dizendo que não temos mais tempo. Precisamos de outro caminho. Não em 2030, não em 2050, mas agora”, disse a indígena, referindo-se às principais metas de progresso estabelecidas pela comunidade internacional. “Temos ideias para adiar o fim do mundo. Acabemos com as mentiras”, pediu.
 
Matéria publicada em https://www.paiter-surui.com

Block

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. Você pode apoiar nosso trabalho comprando um produto em nossa loja solidária (lojaxapuri.info) ou fazendo uma doação de qualquer valor via pix ( contato@xapuri.info). Gratidão!


 
SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO