Anúncios

Por: Aturi Kayabi

Ser índio é viver diferente, enfeitado, andando pelado, cantando,

vivendo na floresta, comendo comidas naturais.

Ser índio é saber caçar de flecha e de borduna. Ser índio é viver na aldeia.

Ser índio é ser lutador.

Ser índio é saber cantar músicas indígenas. Ser índio tem que viver com cabelo comprido ou cabelo curto.

Ser índio não paga nada.

Ser índio tem que fazer moitará. Ser índio é saber pescar de canoa.

Ser índio é saber usar erva do mato.

Ser índio tem que respeitar o espírito do pajé.

Ser índio é respeitar as histórias que os velhos contam.

Ser índio tem que ter sua semente própria para plantar.

Ser índio tem que namorar muito, para crescer mais,

porque somos poucos.

Aturi Kayabi: Pesquisador e Professor indígena, in “Geografia Indígena”. Parque Indígena do Xingu. MEC/SEF/DPEF – Instituto Socioambiental – Brasília, 1988. Foto interna: artesão da peneira – povo Kayabi – Instituto Socioambiental.

 

 

 

 

 

 

 

ANOTE:  Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta de movimentos sociais Brasil afora. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Visite nossa Loja Solidária: https://www.xapuri.info/loja-solidaria. Em Brasília, encomendas com Janaina: 61 9 9611 6826.

Camiseta Krenak: https://www.xapuri.info/produto/camiseta-krenak/

Anúncios

Comentários

X
%d blogueiros gostam disto:
preloader