Anúncios

“O Jair quer”: como o “jurista de renome internacional” Moro abdica de convicções.

“Prezado, a questão das quatro armas foi uma decisão do PR”, revela O Globo.

A frase do e-mail de Sérgio Moro a um de seus auxiliares “justificando” o limite – ou apenas o padrão, já que, se justificar, não há limites para o número de armas de posse de cada indivíduo –  mostra o “critério técnico” adotado pelo governo na liberação da compra de armamento.

“O Jair quer” é razão para o “jurista de renome internacional” Moro abdicar de convicções, aquela mesmas que servem para jogar um sujeito à cadeia.

Como “o Jair quer” também  foi o critério para a comercialização de munições por clubes de tiro para uso de seus clientes -inclusive as recarregadas, que tornam virtualmente impossível a identificação dos cartuchos – contra a vontade da Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados do Exército.

É assim que estamos sendo governados.

A liberação seguinte, a dos policiais para matarem por “surpresa”, escusável medo ou violenta emoção” também foi pela vontade do imperador.

Daqui a pouco, na reforma da Previdência, teremos uma nova safra na base de “o Jair quer”.

Charge de Jair Bolsonaro por Renato Aroeira. Foto: Reprodução

ANOTE:

Publicado originalmente no blog Tijolaço

http://www.tijolaco.net/blog/o-jair-quer/

 

 

Anúncios

Comentários

X
%d blogueiros gostam disto:
preloader