Chapada dos Veadeiros: Galeria Preguiça coloca a arte a serviço da natureza cerratense

São Jorge é um pequeno povoado de pouco mais de mil almas, encravado justo no portão de entrada do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Localizado a pouco mais de 20 km da cidadezinha-sede do município de Alto Paraíso de Goiás, a “vila” de São Jorge tem poucas ruas, muitas pousadas, e uma vida cultural bastante intensa, plena de artes e artistas locais.

É em São Jorge que o artista plástico Marcos Brasil e sua parceira Cris Maia tocam sua aconchegante e acolhedora Galeria Preguiça, totalmente voltada para a promoção da exuberante complexidade da natureza e da vida no Cerrado.  É lá, na Galeria Preguiça, bem no meio da rua principal da pequena vila de São Jorge, que a arte Cerratense de Cris e Marcos se mostra em alegre esplendor.

Artistas famosos, com trabalhos espalhados pelo mundo inteiro, Cris e Marcos fazem da Galeria Preguiça, que também chamam de Ateliê Preguiça, sua base para encantar locais e turistas com seus quadros vibrantes, quase sempre retratando os animais, as plantas, as paisagens, a natureza Cerratense. Mas há também belas peças com pinturas de São Jorge, o santo padroeiro do vilarejo, de São Francisco, de Frida Khalo.

Reproduzidas em quadros, cartões, capas de caderno, canecas, ímãs de geladeira, as artes de Marcos Brasil e Cris Maia correm o mundo.  Mas, exceto por uma segunda loja coordenada por Cris em Alto Paraíso e vendas eventuais via internet, para sair da Chapada, as artes da Galeria Preguiça em geral dependem do trânsito de turistas por São Jorge.

ANOTE AÍ:

Agora, em uma parceria única estabelecida entre a Galeria Preguiça e a revista Xapuri, uma parte das lindas artes da Galeria Preguiça estão, também, disponíveis na loja da Xapuri (www.xapuri.info/loja).

About The Author

Zezé Weiss

Jornalista Socioambiental

Related Posts

Deixe uma resposta