Abutres, sorriam

Abutres, sorriam

Abutres, sorriam. É dessa forma sarcástica e também tristonha que o poeta nos chama à reflexão. Metaforicamente compara o ser humano e o ser detentor de poderes ao mais feroz e faminto bicho que habita naqueles...