Classe Trabalhadora

Aldoir Betan – RS

 

Dos teus braços saem muitos frutos

Alimentos e materiais que se

Transformam em produtos

Ninguém olha pra esse lado

Tudo vai para o mercado

Sempre sobra muita coisa

E as sombras onde vão?

Dizia a lei de Gérson,

“deve-se levar vantagem em tudo”

E hoje essa é a lei da burguesia

Para explorar a nossa classe

Que trabalha e se arrebenta

Muitas vezes não aguenta

E aí se mobiliza

Chora, grita, sapateia, onde pisa

Uns descalços e sem camisas

Nos dizia Tomás de Aquino

Que previa este pepino

Nos deixou um livro escrito e sublinhado

Que pegar de quem tem muito não é pecado

Meeiro, arrendatário e operário

Todos ganham menos que um salário

E se não tiver emprego

Passa frio, passa fome e, nesse mundo,

É chamado de vagabundo

Bem a frente de nossas vistas

Muitos de nós concordamos

E a mão para o diabo nós damos

Defendendo os capitalistas

Que fazem tudo e se defendem

Com uma ética individualista

Mas um dia tudo muda

E a Deus nós pedimos ajuda

Com certeza ele escuta

Se nós não deixarmos de lutar

Não sermos covardes e fraquejar

Contra toda essa maldade

Defendendo a igualdade

Temos a ética da solidariedade

Pra uma nova sociedade

Todos juntos construir

Começando pela terra

Com o lema:

Ocupar, Resistir e Produzir

Fonte: Libâneo Neto

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil. Visite nossa Loja Solidária, ou fale conosco via WhatsApp: 61 9 9611 6826.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: