Da redação causaoperaria A direção da Central Operária Boliviana (COB) acaba de dar 24 horas para a extrema-direita golpista deixar o poder na Bolívia, se não a maior central sindical do país irá convocar uma greve geral por tempo indeterminado.

A declaração foi feita em público, em meio aos grandes protestos populares que tomaram conta do país, especialmente do centro de Laz Paz, onde milhares de bolivianos ocuparam o local capitalino vindos do município de El Alto.

Possivelmente a burocracia da COB sentiu a imensa pressão de sua base, porque ela foi uma das entidades que recomendaram ao presidente legítimo e reeleito, Evo Morales, que renunciasse após o ultimato dos golpistas, no último domingo.

Muitos operários, principalmente mineiros, têm demonstrado uma radicalização contra o golpe. Antes de Evo Morales renunciar, um sindicalista havia anunciado que os mineiros deveriam utilizar dinamites para combater os golpistas.

Os trabalhadores bolivianos são os únicos que podem derrotar o golpe. Junto com outros setores oprimidos, como os camponeses e indígenas, parecem estar começando a passar por cima das lideranças da esquerda pequeno-burguesa nacionalista do Movimento ao Socialismo (MAS) e movimentar-se por conta própria, porque sabem que o golpe contra Evo é, principalmente, um golpe contra o povo.

Juan Manuel Karg@jmkarg

Ahora: la Central Obrera Bolivana da plazo de 24 hs para reestablecer el orden constitucional. Caso contrario, iniciarán una huelga general indefinida con movilización en la ciudad de La Paz

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil. Visite nossa Loja Solidária, ou fale conosco via WhatsApp: 61 9 9611 6826.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: