Estudantes cearenses criam pó para higiene bucal de baixo custo com juá, hortelã e cravo

Por Gabriel Pietro

Alunos de uma escola estadual em Salitre, no sudoeste cearense, desenvolveram uma alternativa sustentável para higiene bucal, acessível e de baixo custo para a população de baixa renda.

Sob orientação da professora Rocicléa Mota, os estudantes Emanuelly Alencar, Vinicius Ribeiro e outros 19 da turma do 1° ano do Ensino Médio criaram um pó dental com base no pó de juá, hortelã e cravo.

A solução foi finalista da etapa regional do evento Ceará Científico, que reúne projetos científicos das escolas da rede estadual de ensino.

Para a estudante Emanuelly Alencar, participar do evento científico foi uma experiência única.  “A responsabilidade de levar um projeto tão delicado é tamanha, pois requer de nós um bom aprofundamento nos objetivos e métodos”, destacou.

Durante a pesquisa, a professora de química e orientadora do projeto Rocicléa Mota constatou uma redução considerável do número de bactérias responsáveis por doenças na boca, como a cárie, ao se utilizar o pó dental. “Isso prova que o juá pode ser usado na escovação, porque limpa e reduz as bactérias”, justificou.

Funcionários da escola foram voluntários e utilizaram o composto por 14 dias durante a escovação diária.

Fonte: Razões para Acreditar

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.