NOTA DE REPÚDIO DO SINTEGO

O SINTEGO vem a público repudiar o conteúdo irresponsável e mentiroso do pronunciamento feito pelo Presidente da República, Jair Bolsonaro, na noite desta terça-feira (24), em cadeia nacional de rádio e televisão. Desconsiderar uma pandemia dessa gravidade, é propor o genocídio da população brasileira, em especial pobres, negros/as, periféricos/as, indígenas e mulheres.

Refutando a ciência, as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS), do Ministério da Saúde e o esforço mundial em manter o isolamento social, única medida eficaz e comprovada no combate à pandemia do Coronavírus, Bolsonaro, de forma desumana, pede aos/as trabalhadores/as que priorizem o lucro das grandes empresas em detrimento as próprias vidas.

De forma completamente equivocada, o presidente presta um desserviço à população ao pedir a reabertura de escolas, alegando que os/as mais afetados/as pela Covid-19, são as pessoas mais velhas, demonstrando total desprezo com a vida da população acima dos 60 anos, que ele condena a morte. Bolsonaro descarta todos os estudos apontados até o momento de que crianças, em sua maioria, são assintomáticas e transmissoras do vírus causador da doença, principal fator pelo qual devem ficar afastadas.

Agora, mais do que nunca, defender o Sistema Único de Saúde (SUS) e nos posicionarmos contrários às posturas adotadas por Jair Bolsonaro é lutar pelo direito e pela defesa da vida de todos/as nós!

O Brasil precisa de um líder que proponha soluções e aponte medidas econômicas para contornamos essa crise, com maturidade, seriedade, verdades, apoio à ciência e sem ironias. Estamos diante da maior crise humanitária dos últimos 100 anos, não sendo aceitável piadinhas sobre o assunto, principalmente, vindas do presidente da República, que não abre mão de seus privilégios e não está à altura do cargo que ocupa.

O SINTEGO segue mantendo as orientações dadas aos/as profissionais da Educação, tomem cuidado, lavem às mãos, ignorem o presidente e fiquem em casa!

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil. Visite nossa Loja Solidária, ou fale conosco via WhatsApp: 61 9 99611193

 

Comentários

%d blogueiros gostam disto: