Ilha das Flores ocupa o primeiro lugar da lista dos melhores curtas brasileiros  contando a história de um aterro sanitário em Porto Alegre, desde o comércio de legumes até o consumo, o descarte e o destino do lixo doméstico entre porcos e pessoas que vivem às margens do lixão da capital gaúcha. 

Por Juliana Varella

Ilha das Flores tem apenas 13 minutos, mas são alguns dos minutos mais famosos do cinema brasileiro. Estudado há trinta anos em aulas de assuntos tão diversos quanto biologia, consciência ambiental, jornalismo e cinema, em escolas e faculdades, o curta-metragem documental de Jorge Furtado enfim ganhou oficialmente um título que já carregava no boca-a-boca: o de “melhor curta-metragem brasileiro de todos os tempos”.

Quem o concedeu a honraria, no mês de maio do ano de 2019, foi a Associação Brasileira de Críticos de Cinema – Abraccine, que realizou uma votação entre críticos, professores e pesquisadores de diversas regiões do país como parte de um projeto que culminará no livro Curta Brasileiro – 100 Filmes Essenciais, produzido em parceria com o Canal Brasil e a editora Letramento.

A publicação apresenta ensaios sobre uma centena de produções feitas no país, em várias épocas, escolhidas a partir de uma votação realizada no início de 2019 por associados da Abraccine e convidados. O livro foi lançado em São Paulo, em outubro de 2019.

Organizado por Gabriel Carneiro e Paulo Henrique Silva, o livro conta ainda com 23 artigos históricos que percorrem a trajetória do formato desde a realização dos cinejornais, no início do século XX, passando pela consagração internacional com filmes como Ilha das Flores, de Jorge Furtado – que completa 30 anos de lançamento em 2019 e foi eleito o melhor curta-metragem brasileiro de todos os tempos. Cada texto é assinado por um autor diferente, o que faz com que a publicação reúna nomes importantes da crítica e do pensamento sobre cinema no Brasil e no exterior.

Curta Brasileiro completa a coleção que conta com os títulos 100 Melhores Filmes Brasileiros (2016), Documentário Brasileiro: 100 Filmes Essenciais (2017) e Animação Brasileira: 100 Filmes Essenciais, produzida pela Abraccine, Canal Brasil e Editora Letramento.

O estudo sobre filmes curtos completa a coleção 100 Melhores Filmes, que já conta com exemplares sobre o cinema brasileiro em geral, o documentário e a animação nacionais. A lista também contempla nomes como Glauber Rocha, com o curta Di (1977), e Andrea Tonacci, com seu Blablablá (1968). A obra mais recente no compilado de 100 títulos é Guaxuma, de Nara Normande, lançado em 2018.

Fontes: Veja /Brasil247/ Canal Brasil com edições Xapuri. Imagens: Divulgação/Canal Brasil.

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil. Visite nossa Loja Solidária, ou fale conosco via WhatsApp: 61 9 9611 6826.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: