Pesquisadores da Unifesp podem ter descoberto a cura do HIV

Os resultados do estudo são animadores: os pesquisadores brasileiros conseguiram eliminar o vírus de uma pessoa que convivia há sete anos com a doença.

A Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) apresentou um estudo que pode representar a cura da síndrome da imunodeficiência adquirida (Aids). Os resultados são animadores: os pesquisadores conseguiram eliminar o vírus de uma pessoa que convivia há sete anos com a doença.

O estudo, iniciado em 2013, foi coordenado pelo infectologista Ricardo Sobhie Diaz, que é diretor do Laboratório de Retrovirologia do Departamento de Medicina da Escola Paulista de Medicina (EPM/ Unifesp) – Campus São Paulo. Ele é uma das referências mundiais no assunto.

Os testes contaram com a participação de 30 voluntários que possuem carga viral indetectável e que estavam sob tratamento padrão há mais de dois anos. A equipe da Unifesp usou um misto de medicamentos, substâncias que eliminam o vírus da AIDS e uma vacina produzida com o DNA de cada pessoa, que faz com que o sistema imunológico reaja e encontre as células infectadas.

“A gente intensificou o tratamento. Usamos três substâncias no estudo, além de criar uma vacina”, disse o pesquisador em entrevista à rede de televisão CNN Brasil.

O estudo, que teve que ser paralisado devido à pandemia do coronavírus, deve contar ainda com mais uma fase, que incluirá o dobro de voluntários.

Fonte: Redação CONTI outra. Com infomações de O Tempo e Correio Braziliense

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil. Visite nossa Loja Solidária, ou fale conosco via WhatsApp: 61 9 9961 1193  .

 

Comentários

%d blogueiros gostam disto: