No Brasil, a onça-pintada está presente na Amazônia, no Pantanal, na Mata Atlântica e, criticamente ameaçada, na Caatinga.  Infelizmente, nos Pampas ela já foi extinta.

Por Izalete Tavares

A onça-pintada é o maior felino das Américas, podendo pesar até 158 kg e medir 75 cm de altura. É um animal considerado oficialmente extinto nos Estados Unidos e ameaçado em outros países onde a espécie ocorre.

No Brasil, a onça-pintada está presente na Amazônia, no Pantanal, na Mata Atlântica e, criticamente ameaçada, na Caatinga.  Infelizmente, nos Pampas ela já foi extinta.

Por ser um animal de grande porte, a onça-pintada precisa de uma extensa área para sobreviver e, devido à caça ilegal, queimadas e desmatamento, seu habitat natural está sendo cada vez mais reduzido.

No Pantanal, a história é outra! Onde antes havia fazendeiros matando onças para proteger suas vacas, hoje podemos ver pessoas que ganham mais com a preservação desses animais do que com suas mortes.

Hoje o Pantanal Norte passou a ser o melhor lugar no mundo para se observar onças-pintadas na natureza. Ali, a região de Porto Jofre tornou-se um verdadeiro refúgio para a espécie e um paraíso para os admiradores da grande estrela do Pantanal, uma vez que a observação à distância, feita de maneira correta, sem nenhum tipo de ceva, não as incomoda.

As onças vão para as margens do Rio Cuiabá e alguns corixos para beber água e capturar suas presas (as preferidas são os jacarés e as capivaras). Nesse momento, graças à experiência dos guias e piloteiros da região, as pessoas que estão nos barcos, fazendo o mínimo de barulho possível, podem vê-las com relativa facilidade.

O avistamento de onças já se tornou tão comum por ali que em alguns lugares os guias garantem o avistamento da onça ou seu dinheiro de volta.

No passeio, você pode presenciar cenas incríveis da natureza como, por exemplo, ter a sorte de ver a onça cruzando o rio ou até mesmo caçando sua presa bem diante de seus olhos. Ou quem sabe ver a onça com seus filhotes andando nas margens do rio. Vai depender da sua sorte!

As onças de Porto Jofre são catalogadas e estudadas pelo projeto Jaguar Identification (jtaguaridprojec). A identificação de cada indivíduo é feita com a ajuda de suas manchas pretas. Cada uma possui um formato único, como se fosse nossa impressão digital.

Os nomes são dados de acordo com o comportamento do animal ou por alguma característica única presente nele. E o melhor: se encontrar uma onça-pintada que ainda não está no Jaguar Field Guide, você poderá escolher o nome dela!

Izalete Tavares – Fotógrafa da Vida Selvagem. izaletetavares @izaletetavares no Instagram


Salve! Pra você que chegou até aqui, nossa gratidão! Agradecemos especialmente porque sua parceria fortalece  este nosso veículo de comunicação independente, dedicado a garantir um espaço de Resistência pra quem não tem  vez nem voz neste nosso injusto mundo de diferenças e desigualdades. Você pode apoiar nosso trabalho comprando um produto na nossa Loja Xapuri  ou fazendo uma doação de qualquer valor pelo PIX: contato@xapuri.info. Contamos com você! P.S. Segue nosso WhatsApp: 61 9 99611193, caso você queira falar conosco a qualquer hora, a qualquer dia. GRATIDÃO!


Réquiem para o Cerrado – O Simbólico e o Real na Terra das Plantas Tortas

Uma linda e singela história do Cerrado. Em comovente narrativa, o professor Altair Sales nos leva à vida simples e feliz  no “jardim das plantas tortas” de um pacato  povoado  cerratense, interrompida pela devastação do Cerrado nesses tempos cruéis que nos toca viver nos dias de hoje. 

COMPRE AQUI

Comentários

%d blogueiros gostam disto: