Por: Eduardo Pereira

A onça-pintada, esse belíssimo animal de pelagem amarelo-dourado com grandes pintas pretas, é o maior felino do continente americano. Oficialmente extinta nos Estados Unidos, e hoje bastante rara no México, ela ainda pode ser encontrada em algumas partes da América Latina.

No Brasil a onça-pintada ocorre em vários tipos de habitat, em ambientes abertos como o Cerrado e o Pantanal, e em áreas de floresta, como a Mata Atlântica e na Amazônia, e vem desaparecendo rapidamente das regiões Nordeste, Sudeste e Sul.

Robusta, chega a pesar 135 kg, com grande força muscular, sendo a potência de sua mordida considerada a maior entre os felinos de todo o mundo.Esse animal solitário se alimenta de animais silvestres como catetos, capivaras, jacarés, queixadas, veados e tatus.

Com a cada vez mais frequente escassez da caça, em geral provocada pela ação humana em seus territórios, a onça-pintada costuma buscar seu alimento entre os animais domésticos, e isso faz com que seja muito perseguida, o que torna suas populações severamente reduzidas.

Embora esteja classificada pela IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza) e pelo IBAMA como espécie vulnerável, a onça-pintada é também vítima da ação covarde, inescrupulosa, sanguinária e predatória de caçadores.

GRUPO DE CAÇADORES DESBARATADO NO ACRE

Recentemente, o Ministério Público Federal (MPF) denunciou à Justiça Federal um grupo de homens que agia no interior do Acre promovendo caçadas de maneira regular há vários anos, tendo promovido o abate de animais da região, como onças pintadas, capivaras, catetos, veados e outros. O grupo foi denunciado também pelo crime de associação criminosa armada, além do crime de guarda de material oriundo das caçadas (carne, peles etc.).

Durante a investigação, além de farta documentação colhida, como fotos, vídeos, e outros, também houve monitoramento dos celulares dos envolvidos, que mantinham conversas frequentes por meio de grupos em aplicativos de mensagens, onde organizavam as caçadas. Em apenas três meses de monitoramento, foram registrados 11 episódios de caçadas, e apenas neste período foram mortos pelo bando cerca de oito onças pintadas, 13 capivaras, 10 catetos e dois veados mateiros.

O membro mais antigo e mais ativo do grupo, o dentista Temístocles Barbosa Freire, caça animais silvestres ilegalmente pelo menos desde 1987, havendo informação de que somente ele pode ter matado mais de mil onças pintadas nesse período.

Além de Temístocles, também viraram réus na ação penal Gilson Dória de Lucena Júnior (médico), Sinézio Adriano de Oliveira Júnior (servidor do Poder Judiciário), Gilvan Souza Nunes (agricultor), Gisleno José Oliveira de Araújo Sá (agente penitenciário), Manoel Alves de Oliveira (eletricista) e Sebastião Júnior de Oliveira Costa.

O caso gerou duas ações penais, que podem ser acompanhadas pelos números 5001-55.2019.4.01.3000 e 4975-57.2019.4.01.3000, no site da seção judiciária da JF no Acre https://portal.trf1.jus.br/sjac . Os réus podem receber penas de prisão e multa, variando de acordo com a participação de cada um nos crimes cometidos.

Texto: Eduardo Pereira –  @weiss_guru – Sociólogo

Imagens: Capa – Conexão Planeta. Onça viva – imagem interna – G1. Onças assaassinadas: Reprodução – Facebook – Altino Machado.

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil. Visite nossa Loja Solidária, ou fale conosco via WhatsApp: 61 9 9611 6826. Camiseta Maria Bonita

Leave a Reply

Your email address will not be published.