Não à proibição das torcidas organizadas

Por Redação

Na terça-feira, dia 26, o golpista Jair Bolsonaro aprovou lei que altera o estatuto do torcedor e aumenta a punição para as torcidas organizadas. A lei foi sancionada nessa quarta-feira. O projeto, que foi apresentado no Congresso no ano passado, de autoria de Major Olímpio, prevê, entre outras punições, o afastamento por cinco anos dos estádios das torcidas que foram condenadas. Uma ditadura escancarada contra os direitos democráticos fundamentais do povo.

São vários absurdos na lei. Primeiro, a torcida será punida caso algum de seus integrantes cometa determinado crime. Por exemplo, se um torcedor invade o gramado e agride o juiz, a torcida toda será punida. Uma aberração jurídica! É o equivalente de dizer que se um integrante de um partido que cometa algum crime o partido todo será culpado. Se um filiado a um sindicato cometer um crime a punição será contra todo o sindicato. Para cada crime, já há uma determinada lei e punições previstas: agressão, assassinato, vandalismo. O cidadão que comete algum desses crimes já está submetido a essas leis. Isso mostra que o projeto sancionado por Bolsonaro tem como objetivo a pura perseguição às torcidas, muito longe da preocupação criminal que a imprensa golpista cínica procura fazer crer.

É interessante o comportamento da direita e de sua imprensa. Quando um policial comete algum crime, a propaganda é a de que o problema não é a “instituição”, mas determinados policiais. Para as torcidas e organizações populares é o contrário. Puro cinismo.

Em segundo lugar e mais importante é que a perseguição às torcidas é um atentado à liberdade de organização do povo. O que está em jogo é uma perseguição generalizada contra todas as organizações populares, movimentos, sindicatos, partidos de esquerda. As torcidas estão servindo como um laboratório da repressão política contra as organizações.

Por isso, é preciso defender de maneira incondicional e irrestrita o direito de organização dos torcedores. É preciso denunciar a repressão à qual as torcidas estão submetidas diariamente nos estádios e nas ruas. Mas isso não é tudo: as torcidas estão sendo censuradas nos estádios, impedidas de levarem suas faixas, bandeiras, sinalizadores. Fica claro que se trata de um sistema de repressão e perseguição política contra os torcedores.

Contra essa perseguição, é preciso um programa claro de luta que coloque não apenas a liberdade de organização, sem nenhuma restrição, mas também defenda o controle das torcidas organizadas dos clubes. São elas as mais interessadas no futebol.

Para derrotar a perseguição, é preciso dizer claramente que esse governo golpista, inimigo do povo e das torcidas, precisa ser derrubado. Fora Bolsonaro!

Fonte: Diário Causa Operária

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.