NÃO TENHO PROVAS MAS TENHO A CONVICÇÃO (ROYALTIES PARA DALLAGNOL) QUE O ÓLEO NO LITORAL NORDESTINO NÃO FOI UM MERO ACIDENTE

Valter Xéu*

Sei não, mas algo me diz que esse petróleo nas praias nordestinas cheira mal, em todos os sentidos. Até agora, essa história está mal contada e deve continuar assim com as falácias de que é óleo venezuelano e com muitos acreditando que, apesar de não existirem correntezas marítimas da Venezuela para cá e sim, daqui para lá, muitos sem nenhum tipo de análise fundamentada, ignoram isso e haja demonizar o pais vizinho.

Me intriga o porquê de um petróleo derramado – e pode ter sido acidentalmente – justamente em costas nordestinas.

Bolsonaro odeia o Nordeste onde foi fragorosamente derrotado, odeia os nordestinos e logo por coincidência, justamente na região que ele odeia, aparece uma mancha de óleo com prejuízos estratosféricos para toda a região ao enfraquecer o turismo local.

Seria mesmo um acidente?

Ou esse óleo foi derramado propositadamente?

Não sei, mas vou usar aqui um termo que o escroque Dallagnol usou para condenar Lula.

Não tenho provas mas tenho a legítima convicção de que esse óleo foi proposital.

Analisem com esse escrevinhador.

Os governantes da região são simpatizantes do governo de Maduro que Bolsonaro e seu bando tanto demonizam.

Um “acidente” com altos prejuízos que por certo afetaria a economia da região, levaria outra parte do povo que sempre vota na esquerda, a uma demonização do governo venezuelano e etc. e tal.

O derramamento do petróleo poderia acontecer um outras partes do litoral brasileiro, mas veio acontecer justamente em pleno litoral nordestino.

O próprio Bolsonaro foi às pressas falar para a mídia que era petróleo venezuelano. O que foi dito também por um certo técnico da Petrobras.

Ora! Ora! De um governo que se elegeu em cima de notícias falsas, em nada duvido de que as informações sobre  o óleo nas praias nordestinas dadas pelo governo, são todas produtos de fake News que é o que mantém o governo na mídia e nas redes sociais.

Serviços de inteligência do governo e aqui volto a Dallagnol, – não tenho provas, mas sim convicção – podem ter arquitetado tudo sob as ordens do ex-capitão e da milicada encastelada em seu governo.

Desse governo mentiroso podemos esperar de tudo, menos sinceridade no que diz.

Portanto, óleo nas praias do Nordeste cheira a armação do Planalto.

Não tenho provas, mas tenho convicção.

Em tempo:

Apareceu um barril de petróleo da Shell em Sergipe e sem muita frescura como as análises da Petrobras, a Universidade Federal de Sergipe fez uma do óleo e, de imediato, descobriu que não é do tipo produzido na Venezuela.

Caso o governo tivesse encontrado esse barril, com certeza, a logomarca da Shell seria apagada e nele colocada a da PDVSA a estatal do petróleo da Venezuela.

Fonte: Pátria Latina

*Valter Xéu é diretor e editor de Pátria Latina

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil. Visite nossa Loja Solidária, ou fale conosco via WhatsApp: 61 9 9611 6826Camiseta Lula Cadê a Prova 

Comentários

%d blogueiros gostam disto: