Greve na limpeza hospitalar aguarda recebimento dos salários para acabar – 

Por: Robson Silva –  Imprensa Sindiserviços-DF – 

Após os empregados da Empresa Ipanema nos serviços de limpeza e conservação nos hospitais e postos de saúde em Samambaia, Taguatinga, Ceilândia, Brazlândia e o Hospital Materno Infantil de Brasília (HMIB), no Plano Piloto, cruzarem seus braços na segunda e terça-feira 13 e 14, a empresa se comprometeu em quitar o salário e o tíquete alimentação de dezembro do ano passado até a próxima sexta-feira (18).

O acordo foi firmado depois da reunião no final da tarde dessa terça-feira (15), na Secretaria de Estado da Saúde (SES/DF), entre a diretora executiva do Fundo de Saúde do DF, Beatriz Gauterio de Lima, e a presidente do Sindiserivços-DF – sindicato que representa os trabalhadores terceirizados, Maria Isabel Caetano dos Reis (Dona Isabel).

Após a reunião, a categoria foi consultada pelos diretores do Sindiserviços-DF nos piquetes de greve e decidiu que só retornará aos postos de trabalho quando os seus vencimentos forem efetivamente pagos. A principal justificativa dos profissionais são os constantes atrasos de salários e que ha anos vêm ocorrendo.

Gestão passada

Durante a reunião a diretora do Fundo de Saúde relatou a situação problemática encontrada na SES/DF e que foi deixada pela gestão passada, pontuando que a Ipanema tem as parcelas contratuais dos meses de outubro e novembro para receber – dezembro é paga em janeiro deste ano, tendo se comprometido em quitar parte dos valores nesta semana e o restante na semana que vem.

Diante dos constantes atrasos salariais ocorridos nos anos passados, Dona Isabel explicou na reunião que os trabalhadores têm pagado suas contas quase sempre com atraso e pesada carga de juros, o que não são ressarcidos pelas empresas.

Salientou também para que o Fundo de Saúde do DF fiscalize com maior rigor as empresas contratadas para que cumpram com as determinações da Convenção Coletiva de Trabalho do Sindiserviços-DF, principalmente com a pontualidade no pagamento dos salários e benefícios dos trabalhadores.

A presidente do Sindiserviços-DF, por fim, aproveitou o encontro também para alertar a SES/DF sobre os sérios riscos que corre a higiene nos ambientes hospitalares, influenciados pelo insuficiente quadro de profissionais para a execução dos serviços de limpeza e conservação da rede pública de saúde no Distrito Federal.

ANOTE:

Fonte: Matéria enviada via e-mail por Robson Silva, do SindiServiços.

Fotos: SindiServiços

Leave a Reply

Your email address will not be published.