Por Redação – Esquerda Diário

Apenas no primeiro dia da maior festa popular brasileira, o Carnaval, já despontaram diversos elementos de politização. Tanto no Rio quanto em São Paulo ontem as escolas de samba trouxeram enredos homenageando personagens nacionais símbolos da luta e resistência, como a Barroca Zona Sul que homenageou Tereza de Benguela e a Tom Maior com o enredo “É coisa de preto”, além de críticas ao atual governo e seu reacionarismo, satirizando seus personagens tragicômicos como Bolsonaro, Damares e Paulo Guedes.

A Acadêmicos de Vigário Geral abriu o desfile da Série A carioca, divisão de acesso do Carnaval do Rio, com uma alegoria que retrata o palhaço Bozo com a faixa presidencial e fazendo o gesto de “arminha” com as mãos. Com o enredo O Conto do Vigário, dos carnavalescos Alexandre Costa, Lino Salles, Marcus do Val e Rodrigo Almeida, a escola de samba da zona norte do Rio contou a história do Brasil pontuada por mentiras contadas pelos políticos.

Já no Sambódromo em São Paulo, no desfile do Grupo Especial, a atual campeã, Mancha Verde, que desfilou na madrugada deste sábado (22), fez críticas diretas a Damares Alves, ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, e Paulo Guedes, ministro da Economia.

A escola paulistana levou à avenida uma ala inteira em referência à famosa frase de Damares de que “meninos vestem azul, meninas vestem rosa”. Uma fantasia em um carro alegórico também chamou a atenção do público: uma empregada doméstica usando orelhas do Mickey com um enorme passaporte na mão, em referência à recente declaração de Guedes de que, quando o dólar estava mais baixo, “empregada doméstica estava indo pra Disney, uma festa danada”.

Fonte: Esquerda Diário

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil. Visite nossa Loja Solidária, ou fale conosco via WhatsApp: 61 9 9611 6826

One Response

Leave a Reply

Your email address will not be published.