Poemas & Poesias

Invernáculo

Invernáculo Paulo Leminski Esta língua não é minha, qualquer um percebe. Quem sabe maldigo mentiras, vai ver que só minto verdades. Assim me falo, eu, mínima, quem sabe, eu sinto, mal sabe. Esta não é minha... Leia mais...
Agora Que Sinto Amor

Agora Que Sinto Amor

Agora Que Sinto Amor por: Alberto Caeiro   Agora que sinto amor Tenho interesse no que cheira. Nunca antes me interessou que uma flor tivesse cheiro. Agora sinto o perfume das flores como se visse uma c... Leia mais...

Numa manhã de estio

numa manhã de estio o vento soletra versos nas últimas notas do cantar dos passarinhos e se misturam como tintas a base d'água nas mãos dos pequeninos. (que insano seria eu não agradecer o riso e a lá... Leia mais...

Eu sou uma mulher …

Eu sou uma mulher de luz Eu sou uma mulher da Lua Eu sou uma mulher estrela do amanhã Eu sou uma mulher da madrugada Eu sou o Espírito mulher Eu sou uma mulher a serviço a que olha o interior das coisas Eu sou... Leia mais...

Sabedoria

  Desde que tudo me cansa, Comecei eu a viver. Comecei a viver sem esperança... E venha a morte quando Deus quiser. Dantes, ou muito ou pouco, Sempre esperara: Às vezes, tanto, que o meu sonho louco Voav... Leia mais...

Do ouro incansável

Cecília Meirelles Por ódio, cobiça, inveja, vai sendo o inferno traçado. Os reis querem seus tributos, – mas não se encontram vassalos. Mil bateias vão rodando, mil bateias sem cansaço. Mil galerias desabam; m... Leia mais...

Poema do Silêncio

Sim, foi por mim que gritei. Declamei, Atirei frases em volta. Cego de angústia e de revolta. Foi em meu nome que fiz, A carvão, a sangue, a giz, Sátiras e epigramas nas paredes Que não vi serem necessárias e ... Leia mais...