Poemas Revolucionários

UIVO AO OCASO

UIVO AO OCASO batista filho (faca, navalha baioneta, foice canivete, bisturi ... punhal e facão instrumentos que podem cortar raso ou fundo a carne de todo vivente existente no mundo ... igualmente uma fo...

O Caminho da Vida

O caminho da vida pode ser o da liberdade e da beleza, porém nos extraviamos. A cobiça envenenou a alma dos homens... levantou no mundo as muralhas do ódio... e tem-nos feito marchar a passo de ganso para a mi...

A FLOR E A NÁUSEA

A FLOR E A NÁUSEA Carlos Drummond de Andrade https://youtu.be/2gjBpP8Bv_E   Preso à minha classe e a algumas roupas, vou de branco pela rua cinzenta. Melancolias, mercadorias, espreitam-me. Devo seguir ...

(POEMA) CHÃO

(POEMA) CHÃO Além do humanismo Há a necessidade de libertação Aos explorados sob os garfos e Sobre o pátio do matadouro Da pele que te cobre Do relincho e do mugido Do grasnar e do pio Que não atende teu ouvid...

UM TAL CORAÇÃO

UM TAL CORAÇÃO Eu sou a inconsistência do acaso, No exato momento Em que o vazio Me encontra em pedaços, Atormentado pela exaustão dos meus dias Enquanto exploro as intenções mais inquietantes do pensamento, S...

O QUE EU CONHEÇO

Eu conheço a fome, A pessoa em estado de miséria humana, O abandono social de uma gente boa e sofrida por aí. Eu conheço a falta de esperança Nos olhos de alguém, A tristeza solitária De andar sem destino, O me...

Os ombros suportam o mundo

Carlos Drummond de Andrade Chega um tempo em que não se diz mais: meu Deus. Tempo de absoluta depuração. Tempo em que não se diz mais: meu amor. Porque o amor resultou inútil. E os olhos não choram. E as mãos ...

Figuras da noite

Por Arlindenor Pedro Figuras da noite Sombras escuras Robôs de ficção Entes sinistros Que varrem os tempos Presentes nas ruas Afrontando o poder Dos casacos de vison Conheci-os de perto Olhei nos seus rostos A...