Poesia

“E agora, José?”

José  Poema de Carlos Drummond de Andrade E agora, José? A festa acabou, a luz apagou, o povo sumiu, a noite esfriou, e agora, José? e agora, Você? Você que é sem nome, que zomba dos outros, Você que...

Bom dia com poesia: Do Nada!

do nada abro de madrugada a janela vejo a goiabeira enluarada no quintal penso na existência penso no riozinho poluído que passa no fim do mundo sinto o frescor do claro escuro derradeira estrela bri...