Poesia

Anímico – Adélia Prado

Nasceu no meu jardim um pé de mato que dá flor amarela. Toda manhã vou lá pra escutar a zoeira da insetaria na festa. Tem zoada de todo jeito: tem do grosso, do fino, de aprendiz e de mestre. É pata, é ...

Tem pena Senhor…

Tem pena, Senhor,tem carinho especialcom as pessoas muitológicas, muito práticas,muito realistas, que seirritam com quem crêno cavalinho azul. Dom Helder Câmara In: Mil razões para viver. Dom H...

“E agora, José?”

José  Poema de Carlos Drummond de Andrade E agora, José? A festa acabou, a luz apagou, o povo sumiu, a noite esfriou, e agora, José? e agora, Você? Você que é sem nome, que zomba dos outros, Você que...