O Lobo-Guará (Chrysocyon brachyurus) é o maior dos canídeos da América do Sul. Habita locais com vegetação natural como campos, pastagens, e é característico do bioma Cerrado, predominando em Goiás, Tocantins, Distrito Federal e Minas Gerais.

Além do Brasil, pode ser visto em países como Argentina, Uruguai e Peru. Quando adulto, pesa cerca de 23 kg, mede entre 1,2 m e 1,3 m de comprimento e sua calda pode atingir 47 cm.

É um animal solitário e noturno, percorrendo pequenas distâncias durante o dia. Geralmente busca uma companhia somente na época de sua reprodução, cuja gestação dura cerca de dois meses e ocorre apenas uma vez por ano.

O Lobo-Guará não é um animal feroz, só ataca quando está com medo ou se sente acuado. É onívoro, alimentando-se de pequenos roedores, aves, lagartos, ovos de pássaros, frutas como a banana, a goiaba e a sua preferida, a fruta da lobeira, que recebeu este nome por ser tão importante em sua constituição nutricional. Importante salientar as variações durante sua alimentação: na época da seca alimenta-se de forma mais carnívora; na época chuvosa, de forma mais herbívora.

A principal ameaça ao Lobo-Guará é a destruição de seu habitat natural, ocasionada pelo aumento da urbanização e pelas frequentes queimadas de pastos, obrigando estes animais a se deslocarem para as proximidades de fazendas e ranchos.

Atualmente, um dos principais locais onde pode ser encontrado este canídeo é o Parque Nacional da Serra da Canastra, em Minas Gerais, onde o Lobo-Guará encontra-se protegido do contato com o ser humano e usufrui das condições ideais para sua reprodução.

Para evitar sua extinção, vêm sendo tomadas algumas medidas como a criação do Comitê de Manejo do Lobo-Guará, em 1990, e a tentativa, bastante complexa, de criar esse animal em cativeiro.

Mais recentemente foram feitas parcerias entre o Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Carnívoros (Cenap/ICMBio), o Instituto Pró-Carnívoros e outros parceiros, promovendo ações como o controle e monitoramento dos animais e o auxílio à conscientização das comunidades em projetos de educação ambiental.

 

Vinícius Borges
Graduando em Geografia. Professor. Bolsista de Iniciação Científica.

Anúncios

Comentários

X
preloader