Por SINPRO/DF

Mais um projeto pedagógico de sucesso: o ABCerrado. Idealizado pelo professor, Mestre capoeirista e artista plástico, Flávio Paulo Pereira, mais conhecido como Pau Pereira, o projeto consiste em alfabetizar, de forma lúdica e divertida, diversos estudantes da Educação Infantil e das séries iniciais, além de incentivar a valorização do Cerrado.

Pau Pereira é funcionário da Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEDF) há 30 anos e atua em diversas escolas do núcleo rural. Ele explica que o projeto surgiu ao perceber que o Cerrado era o principal bioma em que os estudantes do campo estavam inseridos. Pensando nisso, resolveu contextualizar o meio ambiente como base para ensinar língua portuguesa às crianças.

Basicamente, o projeto cataloga espécies da fauna e flora nativa para estudo e, a partir disso, os estudantes associam o Cerrado ao alfabeto, criam desenhos e poemas sobre cada planta encontrada. Desta forma, é possível construir uma consciência ecológica nos alunos e estimular a produção do conhecimento e o desenvolvimento de habilidades.

“A criança é envolvida e aprende, na prática, as especificidades do ambiente em que vive. Sentem-se parte desse espaço e tornam- se, efetivamente, sujeitos ecológicos e conscientes que compreendem o valor da biodiversidade do Cerrado e a importância de sua preservação. Além de melhorar práticas de português e demais conhecimentos curriculares. ”, explicou Pau Pereira.

A partir do ABCerrado, surgiram também outras ramificações de projetos voltados para o Cerrado. O primeiro é o Bicho Serrador, que consiste na coleta de material morto do Cerrado para produção de esculturas naturais, móveis rústicos e instrumentos utilizados na capoeira. Já na MATOmática ou matemática do mato, as crianças contabilizam a folhas e folíolos de árvores do Cerrado para conhecerem os números e realizarem operações matemáticas.

O projeto cataloga espécies da flora e associam o Cerrado ao alfabeto (A – articum, B – bacupari, C – Caliandra)

O ABCerrado recebeu o Prêmio EAPE de melhor projeto da educação infantil, em 2002, e o Prêmio Tom do Pantanal, da Fundação Roberto Marinho no ano de 2003, por estimular a valorização da sociobiodiversidade do Cerrado, melhorando a relação ser humano com a natureza, pois prepara as crianças para uma aprendizagem baseada no meio ambiente.

Atualmente, o professor Pau Pereira atua na Escola Classe Córrego do Meio, em Planaltina- DF, onde desenvolve suas práxis educativa através de práticas ecológicas na educação infantil e nas séries iniciais.

 

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil. Visite nossa Loja Solidária, ou fale conosco via WhatsApp: 61 9 99611193

One Response

Comentários

%d blogueiros gostam disto: