Dor e alegria nas Festas de final do ano de 2020

Excelente reflexão que nos traz Antonio Villarreal sobre o final do ano de 2020. O tempo é tradicionalmente de festas, mas chegamos no fim do ano em crise econômica, social e política e… com Coronavírus em seu alto potencial. Precisamos ser cautelosos: comemore o Natal com os devidos cuidados consigo mesmos e com o próximo

Celebrar o Natal é uma das tradições populares mais importantes do mundo. Em cada lugar, continentes, países, cidades e vilarejos, as pessoas comemoram o nascimento de Jesus Cristo.

Representa, para milhões de cristãos, a chegada do filho de Deus, que vem nos salvar do caos e da maldade que se alojou nos corações humanos, levando a esquecer a verdadeira alegria de amar a Deus e a vida de todos os seres vivos.

Mas lembrar do Natal neste ano parece ser intrigante! Faz-nos perguntar: o aniversariante gostaria de comemorar seu aniversário num ano cheio de tristezas e sofrimentos?

A tragédia que nos abateu e o consequente número de mortos em todos os países nos assombra. A espera pela vacinação contra a Covid-19, ao mesmo tempo que vivenciamos a segunda onda da pandemia, enche nosso fim de ano de ansiedade.

Chegamos no fim do ano em crise econômica, social e política. Várias autoridades e governos que negaram a pandemia estão revendo suas atitudes e se tornando mais humildes.

O Natal é um grande momento de confraternização nas igrejas cristãs e nas famílias, as quais nos levam a fortalecer os laços que existem entre os seres humanos. Alegria, reencontros e muito amor para compartilhar, da forma que sempre deveria ser o dia de Natal.

Mas, neste ano, a dor e o sofrimento pela perda dos milhares de seres humanos se juntam à alegria do nascimento do Menino Jesus. Difícil situação, mas servirá de lição a todos de bom coração. Temos de valorizar a Vida. Nossa caminhada aqui na Terra deve estar condicionada à mais atenção ao próximo, principalmente, aos mais necessitados: os pobres trabalhadores explorados desta Terra e nossos idosos abandonados.

Neste Natal, muitas famílias lamentarão a falta de muitos dos seus entes queridos, levados pelo novo coronavírus. Suas comemorações devem ser acompanhadas de cuidados especiais, como: uso de máscaras, lavagem das mãos com água e sabão ou com álcool em gel e com distanciamento social.

continua depois da propaganda

O medo é real, mas também é normal.  A alegria de comemorar o nascimento de Cristo é a necessidade vital do ser humano buscar a perfeição. E a perfeição é Deus. E com certeza Ele exclui qualquer cerimônia exterior: purificações, oblações, jejuns, festas… pois, como diz o Evangelho: “[…] não é aquilo que entra na boca que macula, e sim o que sai do coração.” Então, comemore o Natal com os devidos cuidados consigo mesmos e com o próximo. “Bate o Sino, pequenino, Sino de Belém…”

Antônio Villarreal — Professor de história da Secretaria de Estado da Educação do DF aposentado. Colaborador da Revista Xapuri Socioambiental.

 

Slide 1

VISTA NOSSA CAMISA
FORTALEÇA NOSSO PROJETO

DOAÇÃO - PIX: contato@xapuri.info

 

<

continua depois da propaganda

p style=”text-align: justify;”> 

continua depois da propaganda