Não perca tempo! Os mitos e lendas servem como conselho e exemplo, neste caso a distinta águia em seu voo e o tolo corvo em seus ataques contribuem  para acomodar e tranquilizar o ser humano neste nosso mundo perigoso e assustador, dando a cada qual de nós um pouco de segurança e algum alento. 

“O único pássaro que se atreve a atacar a água é o corvo. Ele se senta sobre suas costas e morde seu pescoço.  No entanto, a águia não responde nem luta contra o corvo.

Não perde tempo nem gasta energia com ele. Simplesmente abre suas asas e começa a voar mais alto! Quanto mais alto é o voo, mais difícil fica para o corvo respirar, e ele logo cai, por falta de oxigênio.

Moral da História, segundo a sabedoria deste mito popular: Não perca tempo e muito menos sua energia com pessoas que não alcançam o mesmo nível de inteligência emocional e evolução pessoal como você. Apenas voe cada vez mais alto, vencendo e brilhando como a águia.

Foque no seu próprio voo!

Nota da Redação:  O mito da águia e do corvo é de conhecimento público e popular. O texto que o acompanha circula amplamente nas redes sociais. Não nos foi possível identificar a autoria. Caso você saiba quem o escreveu, por gentileza nos informe, para os devidos créditos.


Salve! Pra você que chegou até aqui, nossa gratidão! Agradecemos especialmente porque sua parceria fortalece  este nosso veículo de comunicação independente, dedicado a garantir um espaço de Resistência pra quem não tem  vez nem voz neste nosso injusto mundo de diferenças e desigualdades. Você pode apoiar nosso trabalho comprando um produto na nossa Loja Xapuri  ou fazendo uma doação de qualquer valor pelo PIX: contato@xapuri.info. Contamos com você! P.S. Segue nosso WhatsApp: 61 9 99611193, caso você queira falar conosco a qualquer hora, a qualquer dia. GRATIDÃO!


E-Book A Verdade Vencerá – Luiz Inácio Lula da Silva

Em entrevista aos jornalistas Juca Kfouri e Maria Inês Nassif, Lula expressa sua indignação com o massacre sofrido ante a farsa da Lava Jato. Imperdível!

COMPRE AQUI

 

 

continua depois da propaganda