Vox Populi detecta Capitão Motosserra…

Vox Populi: rejeição de Bolsonaro vai a 40%; aprovação é de 23%

Em abril, rejeição era de 26% –  Aprovação também era de 26%

Pesquisa do instituto Vox Populi encomendada pela PT (Partido dos Trabalhadores) e divulgada nesta 6ª feira (30.ago.2019) mostra que rejeição ao governo do presidente Jair Bolsonaro é de 40%. O valor corresponde à soma dos 27% dos brasileiros que avaliam o governo como péssimo com os 13% que o consideram ruim.

Na última pesquisa, de abril de 2019, os dados mostravam que o governo tinha uma rejeição de 26%, representando 1 aumento de 14 pontos percentuais.

A aprovação era de 26%. Agora, a pesquisa mostra que a avaliação positiva do governo é de 23%, considerando que 5% avaliaram como ótimo e 18% como bom.

Os dados ainda mostram que 35% dos brasileiros consideram a gestão de Bolsonaro regular. Apenas 2% não souberam ou não quiseram responder.

A pesquisa quantitativa, com entrevistas pessoais e domiciliares, foi realizada de 23 a 26 de agosto de 2019. Foram ouvidas 1.987 pessoas em 119 municípios. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais. O nível de confiança é de 95%.

A reprovação em relação à maneira como o presidente faz política, às ideias que ele e a equipe do governo defendem, e ao modo como se relaciona com as pessoas e os opositores, aumentou de 30% para 47%, ou seja, quase metade dos pesquisados.

A aprovação caiu de 30% para 23% no mesmo período. Os brasileiros que se consideram neutros em relação a essas questões passaram de 30% para 27%. Apenas 4% não souberam ou não quiseram responder.

DESEMPENHO POR REGIÃO

continua depois da propaganda

O pior desempenho de Bolsonaro é no Nordeste, onde é reprovado por 47% dos entrevistados. Em seguida, aparecem Sudeste (37%), Centro Oeste/Norte (35%) e Sul (29%).

As taxas de aprovação por região ficaram em 32% no Sul, 27% no Sudeste, 22% no Centro-Oeste/Norte e 18% no Nordeste.

AVALIAÇÃO POR SEXO

A reprovação a Bolsonaro entre homens cresceu de 29% para 35% e, entre mulheres, de 31% para 44%.

Entre jovens, saltou de 29% para 40%. Entre adultos, de 26% para 41%. Cresceu de 29% para 33% entre pessoas mais velhas.

continua depois da propaganda

AVALIAÇÃO POR ESCOLARIDADE

A reprovação cresceu de 34% para 40% entre pessoas com ensino fundamental; de 26% para 39% entre as com ensino médio; e de 28% para 39% entre aquelas com ensino superior.

A aprovação permaneceu em 21% entre pessoas com ensino fundamental; caiu de 29% para 24% entre os de ensino médio; e de 29% para 26% entre os de ensino superior.

AVALIAÇÃO POR RENDA

Entre pessoas de renda baixa, a rejeição saltou de 32% para 43%; na faixa de renda média, de 27% para 37%, e de 23% para 36% na renda alta.

continua depois da propaganda

A aprovação caiu de 21% para 19% entre os de renda baixa; 27% para 24% para os de renda média e 34% a 32% entre os de renda alta.

AVALIAÇÃO POR RELIGIÃO

Entre os que se declaram católicos, a reprovação saltou de 33% para 42%. Entre os que se declaram evangélicos, a reprovação aumentou de 21% para 31%.

A aprovação entre católicos caiu de 24% para 20% e entre evangélicos subiu de 29% para 31%.

‘GOSTO X NÃO GOSTO’

continua depois da propaganda

A pesquisa também perguntou aos entrevistados quem gostava ou não de Bolsonaro: 44% disseram não gostar; 30% disseram gostar; e 24% disseram que não gostavam nem desgostavam.

Fonte: Poder360

Slide 1

HORA DE VESTIR A CAMISA DO LULA

CONTRIBUA COM A REVISTA XAPURI
PIX: contato@xapuri.info

continua depois da propaganda