Cagão: Caga para a máscara, caga para o isolamento e caga para as mortes. Defeca no projeto de nação anunciado na Carta Magna de 1988…

 
 
Mais ainda, borra os pilares da democracia diariamente. Tenta sujar o Supremo.
 
Em relação ao Centrão, ele resolve com outra merda, a grana. O Freud em seu artigo ” o instinto anal e suas vicissitudes” nos dá pistas para entender melhor o modus operandi do mandatário. Existe confusão entre merda e poder.
 
Aliás, enfezado significa cheio de fezes.
 
As agressões aos jornalistas e, em especial as mulheres jornalistas, afloram incontinentes.
Só consegue se expressar de modo deselegante.
 
Sua eleição contou uma facada mal explicada justamente no intestino.
 
Não pode soltar sua matéria abjeta no debate pré eleitoral. Tinha que se assegurar de que a merda não aflorasse.
 
Existe uma compulsão a contarmos quem somos e qual é a nossa biografia. Tanto falamos quanto agimos sempre nos revelamos.
 
A dualidade neste governo é composta de uma narrativa pautada na mentira (fake news) e de uma diarreia governamental. Ambas fedem e marcam este tempo que estamos vivendo.
 
Roubar na compra de vacinas é uma cagada histórica!!!
 
Cenise Monte Vicente – Psicoterapeuta, no Facebook. Fotos- Brasil El Pais. 
 

Salve! Pra você que chegou até aqui, nossa gratidão! Agradecemos especialmente porque sua parceria fortalece  este nosso veículo de comunicação independente, dedicado a garantir um espaço de Resistência pra quem não tem  vez nem voz neste nosso injusto mundo de diferenças e desigualdades. Você pode apoiar nosso trabalho comprando um produto na nossa Loja Xapuri  ou fazendo uma doação de qualquer valor pelo PIX: contato@xapuri.info. Contamos com você! P.S. Segue nosso WhatsApp: 61 9 99611193, caso você queira falar conosco a qualquer hora, a qualquer dia. GRATIDÃO!


E-Book A Verdade Vencerá – Luiz Inácio Lula da Silva

Em entrevista aos jornalistas Juca Kfouri e Maria Inês Nassif, Lula expressa sua indignação com o massacre sofrido ante a farsa da Lava Jato. Imperdível!
COMPRE AQUI

continua depois da propaganda