Ao ser informada da condenação sem provas do ex-presidente Lula pelo juiz federal Sério Moro a nove anos e seis meses de prisão, a presidenta do PT, Gleisi Hoffmann qualificou a condenação como lamentável e disse ser condenável que um magistrado  “se dê ao papel de fazer política” visando excluir Lula da disputa presidencial de 2018.

“Lá no fundo, eu achava que o juiz Sergio Moro daria valor ao seu diploma, àquilo que aprendeu na universidade, e inocentasse Lula, pelo fato de não ter nenhuma prova contra ele. Foi uma decisão política, sem provas, feita para prestar contas à opinião pública”, afirmou a Senadora.

Segundo Gleisi, em conversa com ela, Lula se mostra tranquilo e pronto para seguir recorrendo da decisão de Moro tanto nas instâncias nacionais quanto nos tribunais internacionais. Lula, que segue em primeiro lugar em todas as pesquisas eleitorais para 2018, está sendo condenado sem provas para barrar sua eleição em 2018, dizem Gleisi e o Partido dos Trabalhadores.

Gleisi também disse que determinar a prisão de Lula seria um “drama”. “Moro já tentou fazer isso e sabe o drama que é”, afirmou a Senadora. “Prender por quê? Qual o risco que ele [Lula] oferece ao país?” questionou. Na decisão que condenou Lula, Moro destacou que o ex-presidente poderá recorrer da sentença em liberdade.

A defesa do ex-presidente Lula, a presidenta do PT e o Partido dos Trabalhadores argumentam a condenação é política, uma vez que não há provas ou testemunhas além de relato obtido por meio de delação premiada.

Gleisi Hoffman

Plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa ordinária.
Em discurso, senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR).
Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

 

About The Author

Xapuri

Related Posts

Deixe uma resposta