Ser mãe em tempos de ódio

Por Emílio Lopez/via Movimento Escolas em Luta

Hoje é o dia das mães.
E como é difícil ser mãe nestes tempos de desgoverno.
A mãe tem de tentar driblar a fome que ronda a sua morada
Como é ser mãe sem casa, visto que milhares de famílias foram jogados na rua da amargura?
Como é difícil ser mãe e professora em tempos de perseguição e em que não seguir a cartilha do desgoverno pode virar crime.
Como ficam mães que com seus bebes fogem do despejo e ocupam prédios em diversas cidades brasileiras.
Como ser mãe e manter a sanidade em tempos que nos governa a insanidade.
Como foi ser mãe em tempos de pandemia, desemprego, fome e perda de renda. E sabemos que as mulheres recebem menos que os homens.
Como é ser mãe rezando para que seu filho volte vivo para casa
Como é ser mãe enfrentando preconceitos e julgamentos. Que tal lembrar que quem não tem erros atire a primeira pedra!!!
Neste país, até amamentar seu filho virou caso de polícia…
E para muitas pessoas, hoje também será um dia de ausência do ente querido.
Mas tudo isso cai quando a mãe recebe um beijo, um abraço, um carinho de seus filhos.
O amor faz superar os desafios e vencer aqueles que só promovem o ódio.
Só amor vai nós libertar do reino do ódio que nos desgoverna.
Feliz dia das mães e que o amor vença em 2022.

Block

Salve! Pra você que chegou até aqui, nossa gratidão! Agradecemos especialmente porque sua parceria fortalece  este nosso veículo de comunicação independente, dedicado a garantir um espaço de Resistência pra quem não tem  vez nem voz neste nosso injusto mundo de diferenças e desigualdades. Você pode apoiar nosso trabalho comprando um produto na nossa Loja Xapuri  ou fazendo uma doação de qualquer valor pelo PIX: contato@xapuri.info. Contamos com você! P.S. Segue nosso WhatsApp: 61 9 99611193, caso você queira falar conosco a qualquer hora, a qualquer dia. GRATIDÃO!

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO
[instagram-feed] [instagram-feed]