Pelas 500 mil vidas perdidas para a Covid-19: Fora Inominável Genocida! 

Governo negou a compra de vacinas por mais de 14 vezes…

Cerca de  500 mil vidas já foram perdidas para a COVID-19 no Brasil. Quase meio milhão de famílias, entes queridos e demais setores da sociedade afetados com um vazio. Pior que a morte é a falta que vem do nada, sem enterro, sem despedida, e que poderia ter sido evitada, em parte dos casos.

Por Iêda Leal

Hoje é fato conhecido que o governo Bolsonaro recusou comprar vacinas contra a COVID-19 por 14 vezes, inclusive vacinas da Pfizer oferecidas em 2020 pela metade do preço pago por Estados Unidos, Reino Unido e União Europeia. Estima-se que 70 milhões de doses poderiam ter chegado ao Brasil a partir de dezembro de 2020; no entanto, a vacinação só começou dia 17 de janeiro deste ano.

Mas, afinal, um governo que tratou a pandemia como gripezinha desvela desde o início seu ataque contra o povo. A grande aposta do governo atual, sempre preocupado com os interesses dos grandes empresários e perpetuando a política de morte da polícia, seguiu pelo caminho do negacionismo, do fascismo e do racismo, interessado no desprezo da ciência e em uma imunização de rebanho, à la “quem morreu, morreu”.

Segundo a revista Super Interessante, o orçamento para o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), órgão que promove e estimula o desenvolvimento da ciência e tecnologia, caiu de R$ 1 bilhão em 2020 para R$ 898 milhões, em 2021.

Além disso, o governo realizou cortes no orçamento de Universidades Federais que ameaçam o fechamento das instituições, como a Universidade Federal de Goiás (UFG), e irão afetar mais de 70 mil pesquisas, sendo 2 mil relacionadas à pandemia.

Além das mortes em decorrência do Coronavírus, o governo Bolsonaro carrega em suas mãos o sangue do esfacelamento dos bens públicos, enquanto observa com olhos gananciosos a PEC 32, que ataca diretamente os/as servidores/as públicos/as. Por esses e tantos outros motivos, dizer “Fora, Bolsonaro genocida!” é urgente e necessário.

Um governo que trabalha em prol da morte e dos grandes magnatas não está – e nunca esteve – preocupado nem com o seu eleitorado. A vacina contra a COVID-19 é um dos caminhos para desmontar o negacionismo do presidente, mas, junto com ela, precisamos vacinar todos e todas contra o fascismo, o racismo e o preconceito e voltar as preocupações e apoio para a defesa da ciência e da vida.

SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO

Sobre a Autora

Tesoureira do SINTEGO / Secretária de Combate ao Racismo da CNTE / Coordenadora Nacional do MNU / Coordenadora do Centro de Referência Negra Lélia Gonzalez / Secretária de Comunicação da CUT-Goiás

Iêda Leal – Tesoureira do SINTEGO / Secretária de Combate ao Racismo da CNTE / Coordenadora Nacional do MNU / Coordenadora do Centro de Referência Negra Lélia Gonzalez / Secretária de Comunicação da CUT-Goiás.


Salve! Pra você que chegou até aqui, nossa gratidão! Agradecemos especialmente porque sua parceria fortalece  este nosso veículo de comunicação independente, dedicado a garantir um espaço de Resistência pra quem não tem  vez nem voz neste nosso injusto mundo de diferenças e desigualdades. Você pode apoiar nosso trabalho comprando um produto na nossa Loja Xapuri  ou fazendo uma doação de qualquer valor pelo PIX: contato@xapuri.info. Contamos com você! P.S. Segue nosso WhatsApp: 61 9 99611193, caso você queira falar conosco a qualquer hora, a qualquer dia. GRATIDÃO!


E-Book A Verdade Vencerá – Luiz Inácio Lula da Silva

Em entrevista aos jornalistas Juca Kfouri e Maria Inês Nassif, Lula expressa sua indignação com o massacre sofrido ante a farsa da Lava Jato. Imperdível!
COMPRE AQUI

SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO