Cordel do Samba I
Por Gustavo Dourado

Samba é dar, doar, receber
Coisa que cai e se alevanta
Samba é zambra que zamba
Umbigada no ritmo encanta
Semba de Angola e do Congo
É o samba que os males espanta

Samba-corrido,partido-alto,bate-baú
Samba de coco, xote e samba-rural
Trocada, ponga, tambor-de-crioula
Bambelô, caxambu, é samba total
Coco-de-parelha e soco-travado
Miudinho, tiririca, nosso samba vital

As Tias Baianas na origem
No ritmo do samba-raiado
Samba de breque e batuque
Na ginga do samba-chulado
O samba que nasceu na favela
Carioca com o toque abaianado

Tia Ciata, Tia Amélia e outras
Tia Rosa e a Tia Veridiana
Tia Sadata e a Tia Mônica
Recordar a Tia Prisciliana
As tias baianas sambistas
Sem esquecer a Tia Bebiana

No samba tem maxixe e lundu
Tem o jongo,a polca, bom clima
Pandeiro, o surdo e o tamborim
Agogô, frigideira e violão acima
Tem Sinhô, Jamelão e Candeia
Nélson Cavaquinho e a boa rima

O samba é bem negro e mestiço
Saúde, Morro da Conceição
Pedra do Sal, Zona Portuária
Cidade Nova, o samba-canção
Da Praça Mauá e da Praça Onze
Samba que toca o nosso coração

Heitor dos Prazeres e Caninha
A turma do Estácio, Deixa Falar
Mano Rubem e Nilton Bastos
Baiaco, Brancura, Mano Edgar
Carlos Cachaça,Geraldo Pereira
Ary Barroso a nos orquestrar

O samba ecoou Pelo Telefone
Com Donga e João da Baiana
Samba de Roda veio da Bahia
Pulsa e vibra sua raiz africana
Batuque de tambor no carnaval
Voz do morro na gente se irmana

Paulo da Portela, Aniceto do Império
Chico Santana e Molequinho
Alcides, Manacé, Assis Valente
Com o Jamelão no caminho
Pedro Caetano e Synval Silva
O samba faz o bom burburinho

Batatinha, Dolores Duran, Luís Barbosa
Fernando Lobo e o Antônio Maria
Germano Mathias,Custódio Mesquita,
Henrique Vogeler com sua poesia
Ismael Neto com o samba na alma
Na ritmo do samba com amor e magia

Noel Rosa e o Ary Barroso
Mário Reis, Dalva de Oliveira
Francisco Alves, Orlando Silva
Tem muita gente de primeira
Lupicínio Rodrigues na linha
É o samba que sobe a ladeira

Carmen Miranda, Lamartine Babo
Aracy de Almeida, Braguinha
Silvio Caldas, Moreira da Silva
Herivelton Martins bem na linha
Dorival Caymmi e Ataulfo Alves
Com o samba o Brasil se encaminha

É o Samba em todo Brasil
Nosso Adoniran paulistano
O samba em Minas Gerais
No sertão e pelo oceano
No Brasil de Sul a Norte
Nosso samba é som soberano

Tão bom sambar com Noel
Com Cartola e a Clementina
Desfilar na escola de samba
Breque e pagode na esquina
Bom sambar com Pixinguinha
O samba é de raiz, é mistura fina

gustavo_dourado-dzai-com-br

 

ANOTE AÍ:

Gustavo Dourado é um dos maiores poetas-cordelistas do Brasil. Sua excelente e extensa produção literária pode ser encontrada em www.gustavodourado.com.br/cordel.htm.  Gustavo é também presidente da Academia de Letras de Taguatinga.

Anúncios

Comentários

X
preloader