Colapso em Manaus – A Culpa

Por Lúcia Resende

Manaus entrou em colapso na saúde pública. Assistimos gestores jogando a culpa de um para outro. Enquanto isso o povo morre sem ar. Profissional de saúde diz que atende cerca de 50 pacientes infectados pela covid-19 por dia e desabafa: “Todos eles fizeram tratamento precoce. Todos eles fizeram azitromicina, ivermectina, que é o mais atual, alguns fizeram anita, até mesmo cloroquina

A culpa do caos é, em grandíssima parte, de quem, desde o início da pandemia, desprezou a gravidade da doença, fez piadinha, promoveu e continua promovendo aglomeração, não respeita as regras de distanciamento social, disse que é preciso “não ser maricas” e enfrentar o vírus, que “morre quem tiver que morrer”, recomenda e faz seu governo recomendar medicamentos não atestados pela Organização Mundial da Saúde… Na sua esteira, deputados fazendo campanha contra lockdown (Manaus, Búzios) e uso de máscaras, por exemplo.
E a culpa de o Brasil não estar já vacinando a população é inteiramente dele e de seu sinistro. O Brasil sempre esteve na dianteira quando a questão é vacina. Temos excelentes instituições de pesquisa e produção, temos o SUS, com experiência reconhecida em vacinação. O que ele fez? Primeiro, não se interessou por integrar a vanguarda mundial, preferiu copiar o imbecil dos EUA. Segundo, politizou, desacreditou a vacina CoronaVac (produzida no Butantan em parceria com Sinovac /China), a ponto de muitas pessoas dizerem que não tomariam “vachina”. Terceiro, mente para a população, chegando a deslocar avião, a custo altíssimo, para Recife, sem confirmação de que a Índia disponibilizaria 2 milhões de doses…
Quanto a Manaus, segue mentindo e criando narrativas para confundir a população. Seu ministro da Saúde foi a Manaus duas vezes e limitou-se a recomendar “tratamento precoce/preventivo), quando os estoques de oxigênio chegavam ao fim. Exposto o caos, mente novamente, dizendo que o STF o impediu de agir. MENTIRA, o que o STF determinou é que ele não poderia impor ao país sua política negacionista e que prefeitos e governadores poderiam, sim, determinar medidas restritivas. Isso porque, desde o início, ele não teve uma ação coordenada, obedecendo às recomendações de especialistas e da OMS.
Crimes de responsabilidade há, muitos.
#ForaBolsonaro genocida e sua corja!

Lucia Resende é professora, escritora e excelente cozinheira. É Revisora e beneficiadora de textos, revisora e colaborado da Xapuri, e dos e-books lançados por este site. Militante de causas ambientais, política de esquerda, mobilidade urbana e defensora dos Direitos Humanos.

 

Salve! Este site é mantido com a venda de nossos produtos. É, também, com um percentual dessas vendas, que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, do povo Krenak, em Minas Gerais, do Museu Kalunga Iaiá Procópia, em Goiás e do povo Xavante, no Mato Grosso. Ao comprar em nossa Loja Xapuri, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Contamos com você!

WhatsApp: 61 9 99611193.

SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO