O TEXTO: UMA INTERPRETAÇÃO MÚLTIPLA
Um texto fala para cada época. O mesmo é compreendido de forma muitíssimo diversa por diferentes intérpretes, ou seja, leitores. O verdadeiro texto é aquele que está no intelecto do autor e não na interpretação daquele o qual analisa-o. Quem o interpreta quer saber o que está na mente do autor ou quer compreender o que está escrito? Isto dá uma fusão de horizontes; quem é o autor e o que se quer compreender do texto. Deste passa a ser uma coisa e isto faz com que ele seja entregue às interpretações ao longo da história. Nesta, o texto continua sendo ele mesmo, contudo, a interpretação dele torna-se diversa.
A fusão de interpretação _ entre o que o autor escreveu e o que o leitor pretende captar do texto _ é necessária para fazer uma interpretação sólida da própria obra. O escrito, então, fala por si e pelo leitor. Fala mais ainda por si mesmo. Dizia Lévinas que o dito não se esvai no dizer. O sujeito não escreve só para si, mas para a compreensão de quem vai analisar o que foi proposto.
O autor de uma obra não é a obra. O autor produz o objeto depois que este já esteja no seu intelecto. Primeiramente, a obra está na mente do autor, na sequência é posto na realidade, de forma escrita. É, pois, a formulação do texto.
Na formulação de um escrito se capta duas realidades: uma obra da mente do autor e a mesma transposto da mente do autor para o texto escrito.
Em síntese, o texto não está preso ao autor. Depois de escrito, formulado, ele tem vida plena na história. Desta forma, ao analisar um escrito, o seu contexto deve ser levado em conta. Com efeito, é sempre um choque quando a obra fala algo diferente daquela o qual o leitor captou. Isto porém, não implica um esquecimento daquilo que o escrito diz. Assim, o texto é escrito pelo seu autor. A interpretação deste texto é do intérprete; é daquele que vai deter o escrito ao compreender o que o mesmo escrito descreve. Porque nenhuma obra fica presa àquele que a escreveu.
Padre Joacir S. d’Abadia, Especialista em Docência do Ensino Superior e filósofo autor de 12 livros – joacirsoares@hotmail.com/ WhatsApp 61 9 9931-5433
Fonte: Arquivo Pessoal

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil. Visite nossa Loja Solidária, ou fale conosco via WhatsApp: 61 9 9961 1193.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: