Por uma iniciativa do Conselho Municipal de Cultura, artistas de Formosa em situação de vulnerabilidade por conta da crise e do desemprego gerados pela pandemia do coronavírus, receberão um auxílio emergencial de R$ 1.500, escalonado em três parcelas de R$ 500, nos temos propostos pelo Conselho em projeto encaminhado ao Executivo Municipal.

Na última quarta-feira, 13 de maio, a Câmara Municipal de Formosa aprovou por unanimidade, em sessão extraordinária, o PL 10/20, encaminhado pelo Executivo. O projeto custará R$ 69 mil reais, que serão pagos com recursos do Fundo Municipal de Cultura,  e beneficirá 46 artistas formosenses, selecionados mediante preenchimento de mapeamento socioeconômico, realizado pelo Conselho Municipal de Cutlura, que recebeu mais de 100 inscrições.

Segundo o diretor de projetos do Conselho, Nicholas Xavier, artista militante do Coletivo Vivarte, para a seleção serão observados os critérios divulgadas pela internet, que incluem, dentre outros, tempo de moradia na cidade (mínimo de um ano), rendimento médio antes da pandemia, e condições socioeconômicas familiares. O objetivo maior, segundo Nicolas, é expressar solidariedade para com as pessoas da classe artística em situação de vulnerabilidade socioeconômica.

Presidido por Geraldo Araújo, o Conselho Municipal de Cultura de Formosa, em vigência desde 2011, resultou de uma longa mobilização da classe artística e da sociedade civil formosense, sobretudo por meio do Fórum Municipal de Cultura, no ano de 2010, sob a liderança do saudoso George Leal Diab, o Dod do Bonito, para sempre uma saudade.

O Conselho Municipal de Cultura, por meio do Fundo Municipal de Cultura, também está contribuindo com 5 mil cestas básicas para minorar os efeitos dramáticos da pandemia entre as famílias mais pobres de Formosa.

Foto de capa: Larisssa Barros, artista formosense. As imagens usadas nesta matéria foram cedidas por Nicholas Xavier, a quem agradecemos.

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil. Visite nossa Loja Solidária, ou fale conosco via WhatsApp: 61 9 9961 1193.

 

Comentários

%d blogueiros gostam disto: