MIL ACRES

Beto Brasiliense

Em tantos mil hectares
milhares de acres
e a terra é de quem?

Vamos seguindo pro espaço vazio
com as matas queimadas
e as patas dos bois
na beira dos rios

Nas cabeceiras se fala
de tribos, índios arredios
que só se vê quando sonha
nas noites de frio

Estradas bem asfaltadas
arroz cor-de-rosa e leite azul
muita comida enlatada
e tudo que é útil, 1º de abril

Vamos andando pro espaço vazio
com as matas queimadas
e as patas dos bois
na beira dos rios

O pôr-do-sol multiplica
cores violentas: laranja e violeta
muita poeira e fumaça, anúncios do fim

Não tem segredo
não adianta ter medo
não adianta sair

acreditar em mil acres
na força dos fracos
ficar por aqui

Fonte: Alma Acreana

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil. Visite nossa Loja Solidária, ou fale conosco via WhatsApp: 61 9 9611 6826.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: