A ALMA DAS ÁRVORES

 

São as árvores que sonorizam a língua das águas.
Que sabem respirar erguidas frente ao sol.
A noite se acariciam com as correntezas de vento
e se rejuvenescem na crescente da lua.
As árvores têm a paciência dos dias frios,
depois que colhem a chuva do rio.
Sabem perder suas partes sem viço,
para fortalecerem-se de caule.
Sempre me quis viver árvore.
Teria os olhos ramificados.
O corpo em tronco resistindo às marcas.
E se me perdesse a visível parte,
sobrar-me-ia as raízes rebrotadas.
São as árvores que entendem,
Como se nasce na alma do mundo.
In Poemas para Crianças Crescidas.

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil. Visite nossa Loja Solidária, ou fale conosco via WhatsApp: 61 9 99611193

Comentários

%d blogueiros gostam disto: