Fênix – Aluízio Mathias

Numa antiga

folha de jornal

vi, de repente,

uma notícia boa:

li que o remédio

para esse meu mal

é ter uma vida à toa,

e que todo início,

quase sempre,

começa no final…

Quem é Aluízio Mathias?

Aluízio Mathias nasceu em Natal/RN, aos 4 de novembro de 1962. Envolveu-se com a poesia a partir da experiência com o Grupo Cabra. Organizou, com outros jovens artistas, a oficina de criação Aluá Edições Alternativas, grupo que divulgou fortemente a chamada Poesia Marginal na cidade. Publicou os livros de poemas “Cárcere das Letras” (1979), “Concerto em Geral” (1980), “Extrema Poesia” (1981), “Poemas Soltos na Buraqueira” (1983), “Pipocalipse Nau” (1984) “Fato Consumido” (1985) e “Liberdade Palavra Poesia (2017) . Idealizador dos projetos “Poesia Circular” e “Folha Poética”, considera-se um eterno militante da poesia.

Fonte: demonstre.com

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil. Visite nossa Loja Solidária, ou fale conosco via WhatsApp: 61 9 99611193

Comentários

%d blogueiros gostam disto: