Oh, pátria! Ama teus filhos e não os deixe virar mais um réu!

Oh, pátria, idolatrada, salve, salve.

Salve a Vinicius, a Marielle, salve a Dandara!

Oh, pátria, deixe-os andar de mãos dadas, deixe-os tocar o rosto com leveza, deixe-os andar com roupas rasgadas, deixe-os sentir a vida sem nenhuma ameaça, deixe-os sair e deixe-os voltar para a casa.

Escute os gritos de uma mãe, no velório de sua criança, amava a outras, e ninguém a amava, era chutada, era humilhada, era um dos meus, que lutou por nós gritando na cara dos opressores.

Oh, pátria! Amada! Cuida dos que lutam para te erguer, sem ler, escutamos os noticiários, mais um, mais um Brasil!

Foram poucos os que derramaram seu sangue, com um tiro no âmago, com os estilhaços de uma garrafa cravada no estômago?

Pátria, amada, ensanguentada, grita a democracia, salve, salve aos que te querem ver crescer! Brasil.

Zidê 09

Fonte: Uma dose de Poesia

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil. Visite nossa Loja Solidária, ou fale conosco via WhatsApp: 61 9 99611193.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: