Por MÁRCIA WAYNA KAMBEBA

No território indígena,

O silêncio é sabedoria milenar,

Aprendemos com os mais velhos

A ouvir, mais que falar.

No silêncio da minha flecha,

Resisti, não fui vencido,

Fiz do silêncio a minha arma

Pra lutar contra o inimigo.

Silenciar é preciso,

Para ouvir com o coração,

A voz da natureza,

O choro do nosso chão,

O canto da mãe d’água

Que na dança com o vento,

Pede que a respeite,

Pois é fonte de sustento.

É preciso silenciar,

Para pensar na solução,

De frear o homem branco,

Defendendo nosso lar,

Fonte de vida e beleza,

Para nós, para a nação!

Fonte: Alma Acreana

 

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil. Visite nossa Loja Solidária, ou fale conosco via WhatsApp: 61 9 9611 6826.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: