A 20 de julho celebra-se  o dia da Amizade. Façamos, pois, um brinde a essa relação tão especial que nos anima, nos revigora, nos dá colo, nos puxa as orelhas e, assim, vai fortalecendo as  as teias de nossas vidas.  Um brinde a você que nos lê no Site, no Instagram, no Facebook,  ou na revista Xapuri;  a você que nos alegra  com sua amizade digital, ou virtual; a você que   nos oferece a gentileza da atenção de  sua alma humana. Pra você,  portanto, neste dia da Amizade, como expressão de nossa gratidão,  o mimo deste texto do Fernando Pessoa. Pensamos que,  de certa maneira,  todos e todas nós também queremos ter amigos e amigos como os de Fernando Pessoa, não é mesmo? Aquele Abraço!

Dia do Amigo Rosa

 

“Meus amigos são todos assim: metade loucura, outra metade santidade. Escolho-os não pela pele, mas pela pupila, que tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante.

Escolho meus amigos pela cara lavada e pela alma exposta. Não quero só o ombro ou o colo, quero também sua maior alegria. Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto.

Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade. Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos. Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça.

 

Não quero amigos adultos, nem chatos. Quero-os metade infância e outra metade velhice. Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto, e velhos, para que nunca tenham pressa.

Tenho amigos para saber quem eu sou, pois vendo-os loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que a normalidade é uma ilusão imbecil e estéril.”

Fernando Pessoa

Poeta português,  nascido em Lisboa, em 1888. Foi astrólogo, empresário, publicitário, crítico literário, publicitário, jornalista. Faleceu em 1935.

Fernando Pessoa

foto: plus.google.com

 

About The Author

Xapuri

Related Posts

Deixe uma resposta