Reflexões de Ana Patte a respeito do Sagrado Indígena

Lembrei aqui quando eu era criança e estudava em uma escola não indígena perto da aldeia, lá a professora ensinava tudo sobre o catolicismo, nas datas comemorativas de Santos da região, íamos a igreja rezar, uma vez a professora até me vestiu de “nossa senhora Aparecida” porque ela dizia que eu era “morena igual ela” eu não tinha a mínima noção do que acontecia, nem católica eu era, e hoje vejo algumas escolas pregando o cristianismo nas escolas como se essa fosse a única religião, nem a crença indígena que hoje dizem que é “coisa do demônio” eles não falam, mas fazem questão de falar de uma religião só, fazendo com que os alunos participem desta ação religiosa.

Hoje eu entendo que o que minha professora fazia comigo lá no 4 ano do ensino fundamental era errado, e precisamos parar de continuar pregando isso nas escolas, e ainda muito mais em escolas indígenas! Pelo amor!

Deus não ama as religiões, Deus ama as pessoas!

Fonte: Facebook Ana Patte

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil. Visite nossa Loja Solidária, ou fale conosco via WhatsApp: 61 9 9611 6826.

Leave a Reply

Your email address will not be published.