No Brasil, duas empresas estrangeiras dominam o mercado de sorvete e impedem, através da força de alguns bancos, que as micro e pequenas empresas possam progredir fora dos seus municípios e, nas grandes metrópoles, fora dos seus bairros.
Apesar de denunciadas em várias agências federais e estaduais de controle, elas conseguiram liminares na justiça, ao dizer que, individualmente, cada sorveteria artesanal pode sobreviver. Mas não dizem que não pode expandir.

No interior do Brasil há frutas saborosas, como cajá, pequi, pitanga, com ricos aromas e cores boas para sorvetes, já usadas por muitas empresas pequenas e médias. Elas são muito mais nutritivas do que os espessantes, aromantes e outros produtos químicos que as

 sorvete-de-manga-9Cada vez mais um público seleto paga até o dobro do que o geral, para poder desfrutar desses sabores. Veja como fazer do sorvete artesanal um bom negócio:
Procure os grandes atacadistas de espessantes naturais e pergunte da bisa as receitas antigas para aproveitar as frutas da época. O equipamento para misturar e depois congelar não é caro.
Acorde cedo, e consegue fazer uma grande quantidade de 3 a 4 sabores no mesmo dia. Nos demais fique na loja, à frente da sua fábrica, para vendê-los.
Você  pode, por exemplo, nos fins de semana, talvez já a partir de quinta-feira,  oferecer um fondue de sorvetes, com vários sabores e uma fina camada de chocolate quente, derretido por cima. O chocolate endurece, fica crocante e saboroso, dando um inusitado ao seu produto. Ofereça sempre meio-copo dágua.
Invente uma pizza de sorvete ou crepe de sorvete, com variações mensais para atrair os que já sempre
 o procuram, com estas novidades algo mais caras. Use então condimentos, como menta ou oréganos em vez de sal. O agridoce vai torná-la muito exclusiva.
Ou o sorvetão-família, por exemplo  0,5 kg de até 3 sabores, com desconto, pois as crianças e os jovens vão adorar desfrutar da abundância.
Tenha bons alto-falantes na sua loja, com música baixinha, talvez clássica ou jazz entremeadas com
bossa-nova. Tenha cadeiras e mesas para todos, pois deve criar um ambiente agradável, com telas
e objetos de artesões locais, nas paredes.
Invente uma marca que lembra o natural da região. Xapuvete, Sorpuri, Sorvarte, Gorvete (se estiver
 em Goiás). E, com a conta, traga uma balinha natural, algo que adoce a boca em casa, com o seu cartão de visitas e a lista de sabores que você produz. Quem sabe, o cliente satisfeito o passa para um amigo e assim cresce o seu negócio?
foto interna: cozinhaitatiaia.com.br

About The Author

Autor de ‘Empreender Ecoturismo’, ‘Transportes’ e ‘A Grande Pequena Empresa’.

Related Posts

Deixe uma resposta