Política na fila do supermercado

Um homem com um kilo de feijão preto, uma bandeja com uma linguiça e um toucinho, dois kg de arroz e duas latinhas de cerveja. Ele começa a ficar angustiado. Para calcular o valor da compra. Mais: reclama que o salário estava ficando todo no supermercado…

Por Cristiane Lemos / Renato Dias 

Um homem com um kilo de feijão preto, uma bandeja com uma linguiça e um toucinho, dois kg de arroz e duas latinhas de cerveja. Ele começa a ficar angustiado. Para calcular o valor da compra. Mais: reclama que o salário estava ficando todo no supermercado.

Cálculos, caras e bocas. Será que vai dar mais que R$ 40 ? R$ 35? Neste momento a funcionária do caixa era a sua grande inimiga. Eu entrei no clima da tensão tentando adivinhar o valor final da compra. Mas terminando de ensacar as minhas, tive que sair sem saber o veredicto final.

Resumo da ópera! Conviver com inflação e crise econômica tinha sido esquecido por muitos. Andar de carro virou luxo. Comprar gás, remédios, pagar contas básicas de energia e água, um verdadeiro desafio. Fico triste de ver gente humilde ainda apoiando o governo federal.

Pelo menos não  tem corrupção, dizem!  Ignoram as rachadinhas, a compra do Centrão para frear o impeachment! Ignoram a incompetência plena de gerir a pandemia! Ignoram as mais de 480 mil mortes evitáveis.  Ignoram o ataque à Amazônia.  Ignoram que vão morrer sem chance de se aposentar. Ignoram os ataques às universidades . Ignoram o ataque ao SUS e às escolas públicas.  Ignoram o ataque à ciência e a arte.

Assim vamos caminhando. Com a pressão  que se ilustra  nesta cena cotidiana. Uma opressão que nos meus 47 anos de vida nunca tinha visto. Mais triste ainda: a opressão é  regada e cultivada por religiosos que falsamente usam o nome de Jesus para fazer exatamente o contrário que este grande homem fazia!

O homem  da fila do supermercado somos todos nós trabalhadores neste governo federal. As duas cervejinhas não eram um luxo. Uma necessidade existencial para suportar um dos piores momentos históricos do Brasil republicano.

 

Salve! Pra você que chegou até aqui, nossa gratidão! Agradecemos especialmente porque sua parceria fortalece este nosso veículo de comunicação independente, dedicado a garantir um espaço de Resistência pra quem não tem vez nem voz neste nosso injusto mundo de diferenças e desigualdades. Você pode apoiar nosso trabalho comprando um produto na nossa Loja Xapuri ou fazendo uma doação de qualquer valor pelo PIX: contato@xapuri.info. Contamos com você! P.S. Segue nosso WhatsApp: 61 9 99611193, caso você queira falar conosco a qualquer hora, a qualquer dia. GRATIDÃO!

SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO


Revista Xapuri

Mais do que uma Revista, um espaço de Resistência. Há seis anos, faça chuva ou faça sol, esperneando daqui, esperneando dacolá, todo santo mês nossa Revista Xapuri leva informação e esperança para milhares de pessoas no Brasil inteiro. Agora, nesses tempos bicudos de pandemia, precisamos contar com você que nos lê, para seguir imprimindo a Revista Xapuri. VOCÊ PODE NOS AJUDAR COM UMA ASSINATURA?
ASSINE AQUI

SEGUE DEPOIS DO ANÚNCIO