Uso da tecnologia permite visitar belas paisagens

Para evitar o aumento nos números de contaminação pelo novo coronavírus, a recomendação é de que as pessoas fiquem em casa, praticando o afastamento social. Para quem vive nas grandes cidades, isso significa ficar afastado da natureza, impossibilitado de visitar paisagens naturais em qualquer lugar do mundo. Felizmente para os amantes de belos lugares ao ar livre, é possível matar a saudade por meio da tecnologia.

Através de transmissões ao vivo, imagens 360º e tecnologia de satélite, é possível conhecer paisagens de tirar o fôlego. No futuro, basta comprar uma passagem aérea e visitar pessoalmente cada um desses belos locais. Confira algumas das principais atrações naturais que podem ser visitadas online.

Ilha Madeira, Portugal

(Crédito: divulgação) 
Além da visita aos museus da ilha, que pode ser feita pelo site do governo local, também é possível conhecer as belas paisagens do lugar. A Madeira é a principal ilha do arquipélago da Madeira, uma região autônoma de Portugal, localizada no Oceano Atlântico. Como se espera de um local tão famoso, é possível observar formações rochosas impressionantes e água cristalina, perfeita para quem gosta de praia e muita água. Para quem quer conferir, basta acessar a transmissão ao vivo das várias câmeras espalhadas pela ilha, que transmitem imagens 24 horas.

Aurora boreal, Noruega

(Crédito: divulgação)
 

Poucos eventos naturais são tão impressionantes quanto a aurora boreal. O fenômeno óptico é composto por um brilho que pode ser observado nos céus noturnos nas regiões polares. Graças ao projeto de realidade virtual AirPano, é possível ter um vislumbre de como o fenômeno acontece, por meio de imagens 360º, que mostram todo o céu em panorama.

Monte Everest, Nepal

(Crédito: divulgação)

Por meio da ferramenta Google Street View, é possível visitar várias paisagens e locais históricos sem sair de casa. Um desses lugares é o famoso Monte Everest, localizado no Nepal. Ele é considerado a montanha de maior altitude da Terra, com o pico a 8.848 metros acima do nível do mar, o que atrai vários alpinistas anualmente, que tentam chegar até o topo. A experiência é muito desgastante física e psicologicamente, mas, graças à tecnologia, é possível visitar os caminhos rochosos da base da montanha sem enfrentar as baixas temperaturas e o ambiente hostil.


Patagônia, Argentina e Chile

(Crédito: divulgação)

Para quem quer conhecer uma bela paisagem e ainda aprender muito sobre o local, basta assistir ao vídeo 360º feito pelo jornal britânico The Guardian. O vídeo é uma experiência interativa com narração, permitindo que o espectador conheça mais sobre a história do lugar enquanto observa as formações rochosas, os rios e as florestas do extremo sul da América do Sul, podendo até mesmo vislumbrar alguns dos animais selvagens da região.

Fonte: Conversion

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil. Visite nossa Loja Solidária, ou fale conosco via WhatsApp: 61 9 9961 1193.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: