Localizada no município de Cristalina, bem perto da capital federal, a cerca de 110 km de Brasília, a Reserva Particular de Patrimônio Natural (RPPN) Linda Serra dos Topázios – umas das primeiras do Planalto Central – é exemplo em conservação de biodiversidade e serve de modelo de preservação do bioma Cerrado.

Os cerca de 500 hectares da RPPN situam-se entre o encachoeirado rio Topázios e o também encachoeirado Córrego Pedra Impé, que se juntam no vértice mais baixo da Reserva, formando um cânion. Ao longo dos cursos de água, as corredeiras se entremeiam sobre lajes com poços.

A biodiversidade da flora do Cerrado na Linda Serra dos Topázios encontra-se registrada em textos e fotos no livro Flores e Frutos do Cerrado (Universidade de Brasília – Agência Ambiental do Estado de Goiás, 2000).

Também em parceria com a UnB e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), a Reserva mantém o programa Ecoastronomia, voltado para o estudo do espaço. Segundo o INPE, a região tem o céu mais limpo do Brasil, o que favorece a observação para estudos e o turismo.

Já o programa Aprendendo com o Cerrado é voltado para alunos de primeiro e segundo graus da rede escolar de Cristalina e outros municípios e seu objetivo é ampliar a consciência de preservação do Cerrado.

A Reserva é bastante frequentada por ambientalistas e por pequenos grupos de visitantes, previamente agendados
pelo telefone (61) 9918-0983.

 

 RPPN-Linda-Serra-MAPA

181

246

O QUE É UMA RPPN

A Reserva Particular do Patrimônio Natural, ou RPPN, é uma modalidade de Unidade de Conservação (UC) criada pela Lei N.º 9.985 de 18 de julho de 2000, conhecida como a Lei do Sistema Nacional de Unidades de Conservação. Segundo a “Lei do SNUC”, a RPPN tem por missão “…compatibilizar a conservação da natureza com o uso sustentável de parcela de seus recursos naturais.” Constituída em terras privadas, uma RPPN tem por finalidade preservar a diversidade biológica do local onde se encontra.O/a proprietário/a assume, por vontade própria, o compromisso pela preservação da propriedade, ou de parte dela, por tempo indeterminado, uma vez que o título é de caráter permanente. Mesmo que o local seja vendido para outro/a proprietário/a, a condição de unidade de conservação se mantém. Por esse mesmo motivo, a área não poderá ser utilizada para penhora em financiamentos.O Brasil conta hoje com 750 RPPNs distribuídas por todo o território nacional. Juntas, as RPPN brasileiras somam cerca de 580 mil hectares. O bioma da Mata Atlântica tem o maior número de RPPNs, quase 500, mas é no Pantanal que se encontra a maior área protegida por RPPNS, com cerca de 254 mil hectares.O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – ICMBio, do Ministério do Meio Ambiente, disponibiliza via internet www.icmbio.gov.br, um roteiro para a criação de RPPN Federal.

About The Author

Eduardo Pereira

Produtor Cultural

Related Posts

Deixe uma resposta