“Sertão, – se diz –, o senhor querendo procurar, nunca não encontra. De repente, por si, quando a gente não espera, o sertão vem.”
João Guimarães Rosa

O Parque Nacional do Grande Sertão Veredas é o maior do país com predominância do bioma Cerrado. Criado em 12 de abril de 1989, pelo Decreto nº 97.658, e regulamentado pelo Decreto nº 21/2004, preserva uma área de 230.853,4200 hectares, onde vive uma exuberante fauna de tamanduás-bandeira, veados-campeiros, lobos-guará e toda a diversidade de bichos do Cerrado.

Localizado entre os estados da Bahia e de Minas Gerais, com sede no município mineiro de Chapada Gaúcha, o Parque conserva parte do chamado Chapadão Central, que divide as bacias dos rios São Francisco e Tocantins, local de belas veredas, com matas de galeria margeando os rios e a presença marcante do ipê-amarelo e de muitas, muitas palmeiras de buriti.

Administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), o Parque tem seu nome em homenagem ao escritor João Guimarães Rosa (1908 – 1967), que imortalizou o pensar e a vida do sertão e do sertanejo na obra-prima Grande Sertão – Veredas (Lançado pela Livraria José Olympio Editora em 1956), resultado de seus 45 dias de andanças pela região, no ano de 1951.

Esta Unidade de Conservação (UC) é de fundamental importância para o Meio Ambiente brasileiro porque preserva um dos principais ecossistemas das regiões secas do País. Nele, além das paisagens belíssimas, são encotradas uma rica diversidade de fauna e de flora. São muitas as plantas medicinais e muitos os animais de Cerrado, como o lobo-guará, o tatu-canastra e o tamanduá-bandeira.

Por essa razão, viagens turísticas devem ser previamente agendadas com a direção do Parque na Chapada Gaúcha. O Parque serve, principalmente, como espaço de pesquisa e ambiental. Mas, para quem gosta de Cerrado, de Sertão e de aventura, vale a pena insistir. O passeio pelo Grande Sertão: Veredas é umas dessas aventuras inesquecíveis na vida de qualquer pessoa.

COMO CHEGAR AO GRANDE SERTÃO

De Brasília, pode-se acessar o Parque Nacional via Unaí (MG), Arinos (MG), até a Chapada Gaúcha (MG). Até a Chapada Gaúcha são 330 km.

Da Chapada até a entrada do Parque são mais 90 km de estrada de terra.

Outro caminho, saindode Brasília, é via BR-020, passando por Formosa (GO),dobrando para Cabeceiras (GO) e seguindo para Arinos (MG), com 42 km de terra, e daí para a Chapada Gaúcha, em uma viagem de 370 km.

Saindo de Minas Gerais, o acesso é feito por Montes Claros – São Francisco – Serra das Araras – Chapada Gaúcha, com 130 km de terra, de um total de 286 km, e uso de balsa. Outro caminho mineiro é via Montes Claros – Januária – Serra das Araras – Chapada Gaúcha, com 155 km de terra, de um total de 315 km.

Pelo Nordeste, pode-se chegar ao Grande Sertão por Vitória da Conquista (BA), Montes Claros ou Bom Jesus da Lapa (BA) – Manga (MG) – Januária (MG).

mapa-verde

ANOTE: Para a visita ao Parque, é necessário agendamento e é requerida a presença de um guia. Antes de pegar a estrada para sua mágica viagem ao Sertão sem Fim, consulte a direção do Parque ou o ICMBio: Rua Guimarães Rosa, 149 – Chapada Gaúcha | CEP: 39314-000 38 3634 1465 | 61 3103 9977

As distâncias dentro do Parque são grandes e os bancos de areia não permitem a passagem de carros pequenos.É importante providenciar um carro grande, com tração.

Não existe hospedagem no Parque. É possível hospedar-se nas cidades de Arinos (95 km) ou São Francisco (130 km).

 

Salve! Este site é mantido com a venda de nossas camisetas. É também com a venda de camisetas que apoiamos a luta do Comitê Chico Mendes, no Acre, e a do povo indígena Krenak, em Minas Gerais. Ao comprar uma delas, você fortalece um veículo de comunicação independente, você investe na Resistência. Comprando duas, seu frete sai grátis para qualquer lugar do Brasil. Visite nossa Loja Solidária, ou fale conosco via WhatsApp: 61 9 9611 6826

Comentários

%d blogueiros gostam disto: