Em junho de 2016, a partir de uma convocação da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino – Contee –, para a realização da II Plenária Nacional de Educação, organizou-se, com a participação de diversas entidades do campo educacional, o Comitê Nacional de Educação Contra o Golpe, em Defesa  da Democracia, Fora Temer, Nenhum Direito a Menos! – mais tarde transformado, após a destituição da presidenta Dilma Rousseff, no Comitê Nacional de Luta em Defesa da Educação Pública –, do qual nossa Confederação foi e é protagonista.

Passado quase um ano e meio da formação do comitê, a resistência aos golpes contra as políticas educacionais desferidos pelo governo ilegítimo de Michel Temer e o Ministério da Educação de Mendonça Filho tem não só se intensificado, como também se fortalecido. E o maior exemplo disso é a instituição do Fórum Nacional Popular de Educação (FNPE) – resposta à dissolução arbitrária, pelo MEC, do Fórum Nacional de Educação (FNE) como conquista da sociedade civil – e a convocação para a Conferência Nacional Popular de Educação (Conape), que se realizará em Belo Horizonte, em abril de 2018.

Diante do atual cenário de ataques à educação, desmanche das políticas públicas e submissão do governo aos interesses privatistas, nossa participação na Conape e no FNPE é uma das principais ações de transformação, resistência e enfrentamento, em defesa de uma educação pública, gratuita, democrática, inclusiva, laica e de qualidade socialmente referenciada, bem como da regulamentação do setor privado de ensino.

 

Adércia Bezerra Hostin dos Santos

Coordenadora da Secretaria de Assuntos

Educacionais da Contee.

Madalena Guasco Peixoto

Coordenadora da  Secretaria-Geral da Contee.

Related Posts

Deixe uma resposta