Sensíveis à necessidade de proteção e preservação da mais rica savana do mundo, pessoas físicas e jurídicas , sob a coordenação de Evandro Valentim, se uniram de modo a realizar o I Concurso Sustentabilidade no Cerrado Brasileiro, concurso literário, cuja principal estrela é o bioma, que deve inspirar cada conto, crônica ou poesia participante.

A iniciativa foi motivada pelo fato de muitos desconhecem o quanto o Cerrado é importante, aliás, essencial à manutenção da vida em nosso País, pois abriga nascentes de grandes bacias hídricas, que beneficiam não só o Brasil, mas também outras nações próximas a nós. Não à toa, o Cerrado é conhecido como a caixa d’água dos brasileiros.

A semeadura para o Concurso literário germinou, cresceu e floresceu em 278 escritores profissionais e/ou amadores, de vinte e dois estados brasileiros e também do Distrito Federal.

Assim, em 20 de abril de 2017, em Brasília, no auditório corporativo da Terracap, ocorreu a solenidade de premiação, quando foram revelados os nomes dos autores que conquistaram a 1ª, a 2ª e a 3ª colocações, bem como as menções honrosas nas categorias conto, crônica e poesia.

A seguir, o resultado do Concurso:

CATEGORIA CONTO

1ª colocação: A mulher que secava – Geovana Ferreira Silva, de Frutal (MG)

2ª colocação: Eles viram fome – Leonardo Piana Jordão Ribeiro – São Paulo (SP)

3ª colocação: Vingança em brasa André Telucazu Kondo – Jundiaí (SP)

Menção honrosa: A insustentável lenda do Cerrado –  Lohan Lage Pignone – Trajano de Morais (RJ)

CATEGORIA CRÔNICA

1ª colocação: Uma leitura – Maria Angélica de Barros Martins – São Paulo/SP

2ª colocação: Cerrado e Sustentabilidade: lições que aprendi a preservar – Nívea Pimenta Braga – Brasília (DF)

3ª colocação: Bica d’água – Flávio Túlio de Lima – Lagoa Formosa (MG)

Menção honrosa: Cerrado: a sustentabilidade e o equilíbrio humano e ambiental – Nadia Junqueira Maciel Ferreira – Cruzília (MG)

CATEGORIA POESIA

1ª colocação: Mágoas De Cantadô – Zelito Nunes Magalhães – Fortaleza (CE)

2ª colocação: O meu paraíso multicor – Getúlio da Silva Oliveira – Alagoa Nova (PB)

3ª colocação: Elegia – Edweine Loureiro da Silva – Manaus (AM)

Menção honrosa: Reflorescência – Silvio Valentin Liorbano – Osasco (SP)

 

 

 

Anúncios

Comentários

X
preloader