Com seis anos de idade cheguei no Acre. Nada mais encantador para os olhos de uma criança. Tudo era novo e impressionante. O casarão dos meus avós me marcou. Beleza, acolhimento e luz. As escolas do Acre são inspiradas nesta inteligente arquitetura do nosso passado. Ventilação cruzada, pé direito alto, varandas e luz. Muita luz. Tudo de bom. Escolas com jeito de casa.

Muita gente pensa que a falta de dinheiro é principal problema da educação nacional. A trajetória da educação do Acre demonstra que dinheiro não é tudo.  No final da década de 1990, o Acre estava entre os últimos em qualidade. A lanterninha do Sistema de Avaliação da Educação Básica era disputada entre Acre, Piauí, Alagoas e Maranhão.

Entre 1999 e 2005, o Acre deu um salto e ficou entre os 10 primeiros colocados. Recentemente, a Folha de São Paulo publicou uma reportagem que diz o seguinte: “A rede estadual acreana é a terceira melhor do país no Fundamental 2, mostra o Ideb (indicador de desenvolvimento da educação), atrás do líder Minas e de Goiás.

(Texto publicado no mural de Binho Marques no Facebook)

Acre Escola 5 Binho

Educação,  Cultura e Comunicação: base da Florestania

Queríamos e queremos uma sociedade com qualidade de vida, liberdade e uma economia nova de mãos dadas com a floresta. Como fazer isso com uma sociedade fragilizada por décadas de abandono, dona dos piores indicadores sociais do país?  Apostar na sorte, ou encurtar caminhos com projetos de desenvolvimento adotados por outros estados, seguindo a lógica do mercado, para só depois investir na correção das injustiças sociais, definitivamente, não foi a nossa escolha.

Desde sempre, confiamos na educação como a vanguarda da nova sociedade. O desenvolvimento sustentável, complexo como nós queremos, requer um povo rico de conhecimento e autoconhecimento. A florestania depende de pessoas criativas e autônomas, e a qualidade de vida pressupõe vida em comunidade, com memória e identidade cultural.  E a economia? Vem a reboque!

A Educação necessária par ao desenvolvimento vai além da educação escolar, do ensino. A sociedade necessária do conhecimento pede uma fusão de educação escolar, desenvolvimento, resgate cultural e comunicação. Muita comunicação. Pois de tudo o que fizemos, isso foi o que mais fizemos. 

Saímos das últimas colocações na educação pública, para as dez primeiras posições, resgatamos nossa identidade como povo e nossa autoestima. Construímos um sistema público de comunicação com rádios, TVs, e uma floresta digital que faz do Acre um lugar onde o acesso a internet é direito básico.

Com a bandeira de uma Educação de qualidade, com garantia de acesso, a permanência e o sucesso do aluno na escola, transformamos um pensamento em um movimento. Com a ajuda dos profissionais da Educação, mostramos que o posicionamento do PIB não era condição para o fracasso. Fizemos muito com muito pouco.

Excerto do livro: O Melhor Lugar é Aqui – Governo do Acre – prestação de contas, 2010

Acre escola 2 Binho Marques

ANOTE AÍ:

Textos e fotos de Binho  Marques, ex-Governador do Acre (mandato 2007-2010), membro do Conselho Editorial da revista Xapuri.

Acre Escola Binho 6

About The Author

Related Posts

Deixe uma resposta