Escola é… é criar ambiente de camaradagem, é conviver, é se “amarrar nela”! Ora, é lógico../Numa escola assim vai ser fácil/
estudar, trabalhar, crescer,/fazer amigos, educar-se,/ser feliz.

Por Paulo Freire

o lugar onde se faz amigos
não se trata só de prédios,
salas, quadros,
programas, horários, conceitos…
Escola é, sobretudo, gente,
gente que trabalha, que estuda,
que se alegra, se conhece, se estima.
O diretor é gente, o coordenador
é gente,
o professor é gente, o aluno é gente,
cada funcionário é gente.
E a escola será cada vez melhor
na medida em que cada um
se comporte como colega,
amigo, irmão.
Nada de “ilha cercada de gente
por todos os lados”.
Nada de conviver com as
pessoas e depois descobrir
que não tem amizade de ninguém
nada de ser como o tijolo
que forma a parede,
indiferente, frio, só.
Importante na escola não
é só ajudar, não é só trabalhar,
é também criar laços de amizade,
é criar ambiente de camaradagem,
é conviver, é se “amarrar nela”!
Ora, é lógico…
Numa escola assim vai ser fácil
estudar, trabalhar, crescer,
fazer amigos, educar-se,
ser feliz.

Paulo Freire – (1921 –1997) – Patrono da Educação Brasileira. Por seu método inovador de alfabetização emancipadora de pessoas adultas e por sua proposta amorosa de mudar o mundo pela Educação, o educador brasileiro mais lido e respeitado no planeta encontra-se sob ataque do atual governo do Brasil.


Salve! Pra você que chegou até aqui, nossa gratidão! Agradecemos especialmente porque sua parceria fortalece  este nosso veículo de comunicação independente, dedicado a garantir um espaço de Resistência pra quem não tem  vez nem voz neste nosso injusto mundo de diferenças e desigualdades. Você pode apoiar nosso trabalho comprando um produto na nossa Loja Xapuri  ou fazendo uma doação de qualquer valor pelo PIX: contato@xapuri.info. Contamos com você! P.S. Segue nosso WhatsApp: 61 9 99611193, caso você queira falar conosco a qualquer hora, a qualquer dia. GRATIDÃO!


Réquiem para o Cerrado – O Simbólico e o Real na Terra das Plantas Tortas

Uma linda e singela história do Cerrado. Em comovente narrativa, o professor Altair Sales nos leva à vida simples e feliz  no “jardim das plantas tortas” de um pacato  povoado  cerratense, interrompida pela devastação do Cerrado nesses tempos cruéis que nos toca viver nos dias de hoje. 

COMPRE AQUI

 

Comentários

%d blogueiros gostam disto: